COTIDIANO

Copel Mercado Livre comercializa certificados de energia renovável

27 de maio de 2022 às 14:45
A Copel Mercado Livre (CML) se tornou a maior comercializadora de energia do Brasil em volume de energia comercializado. A empresa vendeu 2.547 MW médios em abril, o maior volume dentre as empresas do setor. - Foto: João Valdery Gomes/Copel
Publicidade

Os clientes da Copel Mercado Livre já podem comprovar que a energia adquirida no ambiente de contratação livre provém de uma fonte renovável. A comercializadora da companhia incluiu em seu portfólio de produtos os I-RECs, certificados que atestam que o cliente está consumindo energia proveniente de uma matriz renovável, como eólica, solar, hidrelétrica ou biomassa.

“Com a aquisição dos I-RECs, as empresas comprovam a origem da energia adquirida”, explica o diretor-geral da Copel Mercado Livre, Fillipe Henrique Neves Soares. “Atualmente, como o setor elétrico é totalmente integrado, quem adquire energia no mercado livre não sabe exatamente de onde ela vem. Com a aquisição desses certificados, as empresas demonstram seu compromisso com a sustentabilidade ao comprovar que a energia que consomem provém de uma fonte renovável”.

Os I-RECs (sigla em inglês para o modelo internacional de certificados de energia renovável) fazem parte de um sistema que permite rastrear o caminho da energia, desde a geração até o cliente final. “Os I-RECs são o produto ideal para as empresas que precisam comprovar a origem de emissões do Escopo 2 – provenientes do consumo de energia elétrica comprada do Sistema Interligado Nacional (SIN) – ou então demonstrar ações de mitigação”, ressalta a superintendente de compra e venda de energia da Copel Mercado Livre, Ana Maria Antunes Guimarães.

A comercializadora da Copel passou a ofertar estes certificados com o objetivo de atender as necessidades e os compromissos dos consumidores do mercado livre de energia.

“Cada vez mais os investidores, os clientes e a sociedade como um todo têm valorizado práticas corporativas que priorizam a sustentabilidade e ajudam a mitigar os efeitos das mudanças climáticas”, diz a superintendente de governança e sustentabilidade da Copel, Luísa Nastari. “A aquisição dos I-RECs contribui para agregar valor aos produtos e serviços das empresas ao comprovar que elas estão comprometidas com práticas sustentáveis e alinhadas à transição para uma matriz energética totalmente renovável”.

PIONEIRISMO – Primeira empresa do setor elétrico brasileiro a assinar o Pacto Global, a Copel desenvolve ações consistentes para promover a sustentabilidade ambiental. Ao longo dos últimos anos, a empresa identificou a oportunidade de comercialização dos certificados de energia renovável como desdobramento de sua política de mudança do clima.

A companhia também registrou essa oportunidade no reporte ao CDP (Carbon Disclosure Project), instituição sem fins lucrativos que reúne informações e analisa indicadores de transição climática de empresas listadas em bolsas de valores de todo o mundo.

Ao ofertar os certificados, a Copel amplia seu protagonismo e auxilia outras empresas na adoção de práticas mais sustentáveis, além de contribuir para um Brasil cada vez mais renovável. A venda dos I-RECs é um incentivo ao avanço para o desenvolvimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 7 (Energia limpa e acessível) e 13 (Ação contra a mudança global do clima).

AEN

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE