Na semana em que é lembrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, diversas ações serão promovidas em Cascavel no intuito de esclarecer a respeito dessa realidade e chamara atenção para um problema que, infelizmente, ainda é recorrente.

O projeto ASA – Abusados Sexualmente Anônimos – realizará o 2º Seminário de Abuso Sexual em duas etapas e espera reunir cerca de 1.400 pessoas. A nadadora Joana Maranhão foi convidada para um bate papo com o público no primeiro dia do evento.

“A escolha é pela história de vida dela que já foi vítima de abuso. Os casos no meio esportivo também se tornaram mais evidentes e por isso, o assunto merece um amplo debate”, afirma o psicólogo Antônio Barbosa, que integra a equipe de voluntários do ASA.

A palestra será no auditório da Unipar dia 16 de maio às 18h e a entrada é um quilo de alimento não perecível que será revertido à entidade que atende dependentes químicos.

No dia 17 de maio o seminário segue com apresentação do projeto ASA no auditório do Colégio Adventista em Cascavel às 19h30. “O intuito é apresentar nossas ações, a equipe com psicólogos e advogado, ajudar a identificar os casos de abuso entre crianças e adolescentes e explicar como funcionam os atendimentos”, ressalta Barbosa.

Semaneca

Durante a Semaneca – 14 a 18 de maio – estão previstas outras palestras, apresentações culturais, oficinas e o XVI Fórum Municipal de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Cascavel.

O evento é uma forma de marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído pela Lei Federal nº 9.970 lembrado dia 18 de maio.

O seminário é aberto ao público e pretende ampliar o debate em torno do assunto e envolver agentes na rede de proteção. Na matéria no site www.oparana.com.br está disponível o link para inscrições e mais informações do evento.