A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo será realizada de 6 a 31 de agosto. A 10ª Regional de Saúde de Cascavel já deu iniciativo aos preparativos no intuito de que crianças de um a quatro anos sejam imunizadas. “Temos divulgado entre os municípios o período de vacinação e a partir de agora seguimos com os preparativos da campanha”, afirma o enfermeiro Djaime Teixeira de Souza.

Ao contrário do que consta em mensagens que circulam por grupos em redes sociais não haverá necessidade de que adultos atualizem a vacina. “A vacina tríplice viral já é disponibilizada para adultos que eventualmente não tenham sido imunizados, em unidades básicas de saúde do município, mas a campanha de agosto é específica para crianças”, esclarece Souza.

Ações específicas para adultos foram realizadas apenas no norte do País (Roraima e Amazonas) onde já foram confirmados mais de 400 casos de sarampo e que inclusive terá o início da campanha antecipado para o dia 3 de agosto. No Rio de Janeiro também houve duas confirmações.

O Dia D da campanha em Cascavel, visto com uma oportunidade a mais para que pais não deixem de vacinar os filhos, será realizado no sábado, dia 18 de agosto.

Por enquanto ainda não há previsão de meta a ser atendida na cidade e de quantas doses serão disponibilizadas.

O alerta desde já é para que crianças sejam vacinadas diante da gravidade das doenças que podem evoluir e levar a morte.

Sobre as doenças

A poliomielite ou “paralisia infantil” é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, caracterizada principalmente pela paralisação dos membros inferiores. Não existe tratamento específico e todas as vítimas de contágio devem ser hospitalizadas. A vacinação é a única forma de prevenção.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa a pessoas de qualquer idade, mas que também pode ser prevenida pela vacina. Entre os sintomas está febre alta, acima de 38,5°C; dor de cabeça e manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas.

Surto

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil enfrenta pelo menos dois surtos de sarampo – em Roraima e no Amazonas. Até o dia 27 de junho, foram confirmados 265 casos de sarampo no Amazonas, sendo que 1.693 permanecem em investigação. Já Roraima confirmou 200 casos da doença, enquanto 179 continuam em investigação.