A PRF (Polícia Rodoviária Federal) registra intenso movimento de veículos na Ponte Internacional da Amizade, no sentido de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, para Cidade do Leste, no Paraguai, desde a manhã desta segunda-feira (6).

Segundo a Secretaria de Turismo e Projetos Estratégicos e Inovação, o feriado prolongado da Independência do Brasil, comemorado na terça-feira (7), deve ter o maior número de turistas em Foz do Iguaçu desde o início da pandemia.

Conforme a PRF, muitos turistas que aproveitam para fazer compras em Cidade do Leste devem tomar alguns cuidados para evitar possíveis roubos, principalmente, na travessia a pé pela ponte.

A orientação da polícia é não exibir itens de valor, como joias, deixar bolsas e mochilas na parte da frente do corpo.

Além disso, fechar os vidros dos carros durante a travessia da fronteira e não passar pela ponte em veículos alternativos.

Segundo a polícia, essas atitudes diminuem a ação dos bandidos. Qualquer situação de suspeita devem ser denunciadas para PRF pelo telefone 191.

Na manhã desta segunda, foi registrada fila de mais de um quilômetro de veículos na Ponte da Amizade. A PRF informou que intensificou o monitoramento na fronteira para evitar que ocorram assaltos.

Variante delta da Covid no Paraguai

O Paraguai registrou a primeira morte pela variante delta da Covid-19, no dia 16 de agosto, segundo o Ministério da Saúde do país.

A vítima, que tinha 40 anos, não tinha sido vacinada e morreu em um hospital de Cidade do Leste.
Conforme o Ministério da Saúde do Paraguai, o país conta com 83 casos confirmados da variante delta.

Desse total, 49 foram registrados em agosto, o que indica o avanço da variante, que é conhecida por ser mais transmissível, porém não necessariamente mais fatal.

A primeira morte do país ocorreu no estado de Alto Paraná, que pertence à 10ª Região Sanitária e que tem Cidade do Leste como capital.

A equipe da 10ª Região Sanitária afirmou que o estado conta com a transmissão comunitária da variante delta, o que coloca em alerta as autoridades da região de fronteira.

Conforme recomendação das autoridades sanitárias, moradores do Paraguai e visitantes devem manter a utilização da máscara, respeitar o distanciamento social, lavar as mãos com frequência e buscar pelas duas doses da vacina contra a Covid-19.