Sem costas-quentes

A direção do DEM não suporta mais o deputado Luís Miranda (DF). Aguarda os próximos capítulos em Brasília para expulsá-lo do partido. Quem o segurou na legenda quando denunciado por série de estelionatos foi o deputado Rodrigo Maia, então presidente da Câmara – que já foi expulso da sigla. Duas perguntas de senadores estão prontas na CPI da Pandemia pra ouvir os irmãos Miranda (o deputado e o servidor do Ministério da Saúde) sobre o caso Covaxin: Por que só depois de três meses do episódio decidiram revelar o caso? E o que o presidente fez para investigar o que os irmãos relataram de suposto esquema na pasta?

 

Sem recuo

Continua a luta do presidente do TSE, ministro Luís Barroso, para provar o que é fato há 25 anos: a segurança da urna eletrônica nos pleitos. “Voto impresso é menos seguro que o eletrônico e significará ‘usina de problemas’”, disse a presidentes dos TREs.

 

Guerra das vacinas

Tem lobista de laboratórios saindo do Ministério da Saúde com algumas dezenas de milhões de reais só de comissões da venda das vacinas contra a covid-19.

 

Agulhada$

Para não ter ciumeira e evitar processos que travem as compras, o Governo está agradando a todos os laboratórios. Comprando muito de cada uma das vacinas.

 

Lotos municipais

A decisão do Supremo Tribunal Federal em setembro do ano passado de dar aval para que municípios tenham suas loterias próprias ainda é encarada com timidez pelos prefeitos, embora haja sinais de avanços. O município de Guarulhos, na Grande São Paulo, aprovou lei e será o primeiro a ter sua loteria. A modalidade ainda não definida.

 

Reforço no caixa

Em Porto Alegre, a Câmara de Vereadores já analisa um projeto de lei similar. Se, por um lado, as loterias – ainda precisam de regulamentação – podem ser um reforço de caixa imediato para o caixa das prefeituras, o cenário gerou preocupação nas casas lotéricas. O assunto vai render, garante o especialista em jogos Magnho José, presidente do Instituto Jogo Legal.

 

Direito de protesto

​Mais uma derrota do presidente Jair Bolsonaro e do ex-ministro da Justiça André Mendonça – o potencial novo ministro do STF. A Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça trancou inquérito da Polícia Federal contra um cidadão de Palmas (TO) que pagou a publicidade de outdoors com as frases “Vaza Bolsonaro” e “Impeachment Já”.

 

País dos protestos

O Brasil virou o País da polarização política. Toda semana tem uma grande manifestação a favor de Bolsonaro ou Lula da Silva. A próxima é domingo, em Copacabana, no Rio. O Grupo Conservador do Brasil faz protesto pela “contagem dos votos sem fraude” na eleição do ano que vem.

 

MERCADO

Covid no Compliance

A pandemia trouxe efeitos negativos na implementação e sustentação dos programas de compliance das empresas, aponta o novo estudo da ICTS Protiviti com avaliação de mais de 3 mil empresas brasileiras nos últimos 5 anos. Houve redução de 56% no interesse delas sobre o tema em 2020.

 

Covid na lei

Outro dado alarmante é que 58% delas nem sequer mapearam seus riscos frente à Lei Anticorrupção e outras regulações às que estão sujeitas. E 66% das organizações não têm plano de ação e prazos para tratamento dos pontos de melhoria identificados.

 

***Fiat lux!

De um empresário leitor da Coluna: A Coelba, de energia da Bahia, demorou três meses para ligar a energia provisória para obras de um supermercado. A Cemig, de Minas, atrasa há seis meses a energia definitiva para um hospital em Betim, na Grande BH. Tivemos acesso aos dois casos.

 

Fraudes bloqueadas

Pesquisa da Konduto revela que, em maio, foram evitados R$ 74 milhões em compras fraudulentas no e-commerce, quantia 12% maior do que a registrada em abril. A empresa analisou mais de 26,9 milhões de pedidos.