Foto: Geraldo Bubniak/AEN

 

Turismo paranaense

Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura lançou as peças publicitárias que embala a campanha de marketing da retomada do turismo no Paraná. A campanha está sendo veiculada em diferentes mídias (televisão, rádio, jornal e internet), fazendo um convite para que os viajantes conheçam as diferentes belezas do Estado. A ideia, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, é convidar o paranaense a apoiar a causa.

 

Turismo paranaense II

“A pandemia foi o momento de pensar em novas formas de promover o turismo, com destinos voltados à natureza, principalmente. O Paraná tem atrativos em várias áreas com potencial para serem explorados, como o turismo cultural, rural, gastronômico, religioso e de aventura”, disse o secretário. A estratégia foi montada de acordo com o mais recente levantamento da Paraná Turismo. A pesquisa revelou a parcela de moradores locais que faz turismo no próprio Paraná é de 50,5%. Outros 41,5% são de outros estados e 8% são estrangeiros.

 

Na liderança

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério do Trabalho consolidaram a posição de destaque de Toledo na geração de empregos formais. A Capital Paranaense do Agronegócio manteve a liderança entre os 21 municípios que têm mais de 100 mil moradores em termos relativos, com um saldo absoluto (diferença entre admissões e desligamentos) de 3.506 entre janeiro e julho deste ano, uma proporção de 24.246,03 por milhão de habitantes.

 

Na liderança II

Completam o “Top 5”, também em proporção por milhão de habitantes, as cidades de Araucária (22.454,59), Cascavel (19.906,39), Cambé (17.646,08) e Umuarama (17.537,21). Em números absolutos, Toledo aparece na 6ª posição (3.506), atrás de Curitiba (saldo de 30.244), Cascavel (6.690), Maringá (6.316), Londrina (5.411) e São José dos Pinhais (4.325).

 

Convivência harmônica

A FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) divulgou uma carta aberta em defesa do estado democrático de direito, pedindo a “convivência harmônica” entre Legislativo, Executivo e Judiciário em meio à crise entre os Poderes protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro. “Clamamos por respeito à democracia, às instituições e à população brasileira”, diz o documento, intitulado “Carta Aberta ao Brasil”. “Com tamanha gama de desafios a serem enfrentados pelo nosso País, não há tempo e nem espaço para desvios e desagregações”, acrescenta o texto.

 

Turista à vista!

Em entrevista ao diário La Nación, o ministro do Turismo e Esportes da Argentina, Matías Lammens, revelou que a Argentina prepara uma campanha agressiva para atrair turistas na reabertura: dar passagens grátis. É isso mesmo, os hermanos querem dar os voos para você ir visitar a terra de Gardel. Outra boa notícia é que a Argentina planeja a reabertura do país para turistas em outubro, sem a necessidade de quarentena. Isso ainda depende do avanço da variante delta no país vizinho.