A Transitar iniciou na última semana a execução do cronograma de reforço da sinalização horizontal nos bairros de Cascavel. E o Cataratas – que está recebendo um grande fluxo de veículos devido ao desvio das obras do Trevo Cataratas/Alsir Pelissaro – abriu o planejamento da Autarquia de trabalhos que seguirão pelos próximos meses melhorando a segurança viária para oferecer melhores condições de acessibilidade e mobilidade a quem mora e transita pelos bairros.

A equipe de sinalização iniciou os serviços revitalizando toda a sinalização horizontal do viaduto que cruza a Rodovia BR-467 pela Avenida Rocha Pombo, contemplando também a Avenida Corbélia, ambos impactados com o fluxo de veículos devido às obras do trevo. Agora, as vias do bairro estão recebendo reforço na pintura das legendas “pare”, eixo da pista, travessias de pedestres e áreas escolares e de Cmeis, permitindo melhores condições de visibilidade e clareza na travessia aos condutores.

“O cronograma, caso o tempo permita, prevê pelo menos mais uma semana de trabalho no bairro”, estima o engenheiro de trânsito da Transitar, Juliano Denardin. Ele explica que, embora complementar à vertical, a sinalização horizontal é importante porque tem maior percepção dos condutores, além de organizar a travessia de pedestres de maneira mais segura.

Atenção às comunidades dos territórios

“O avanço na sinalização horizontal atende a uma reivindicação antiga das comunidades dos territórios e a uma determinação do prefeito Leonaldo Paranhos, pois aumenta a segurança viária para todos os usuários da via pública. Ela só está sendo possível após a mudança implementada com criação da Transitar, por meio da qual todos os recursos do trânsito são investidos no trânsito”, explica a presidente da Transitar, Simoni Soares.

Depois de concluir o Bairro Cataratas, o cronograma prevê melhorias no Riviera e no Florais do Paraná, para no máximo o início de 2022. “Esperamos, com essas melhorias, sanar também alguns problemas de excesso de velocidade e avanço de preferencial, que são fatores que provocam graves acidentes, pois muitas vezes o condutor não observa a placa e se baliza somente pela sinalização que está no chão”, acrescenta a presidente da Transitar.

(Secom)