Cascavelenses que viajarem para estados em situação grave de covid-19 devem comunicar a Saúde

Em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook neste domingo (10), o prefeito Leonaldo Paranhos anunciou que um novo decreto, que será publicado no início desra semana, prevê a obrigatoriedade aos cascavelenses que viajarem a partir de terça-feira (12) para estados em situação grave de covid-19, como Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas, Ceará entre outros, informarem a Secretaria de Saúde do município. “Todas as pessoas que precisam viajar para esses estados precisam avisar a secretaria a data da ida e da volta. A secretaria precisa ter essa informação e fazer o monitoramento da situação como um todo”, afirmou Paranhos.

Quando usar máscara de pano

Ele ainda ressaltou que as pessoas que não cumprirem a determinação serão penalizadas com multa e outras sanções. “Não vamos abrir mão do que fizemos até agora, muitas pessoas tiveram grandes perdas e sacrifícios, ainda continuam tendo, seja financeira ou de isolamento total, então não é justo que alguém vá para um desses locais, não informe e possa causar problemas”, ressaltou o prefeito.

Ainda para que o município possa identificar a situação das pessoas que chegam à cidade, os hotéis devem enviar relatórios diários à Secretaria de Saúde informando a origem de todos os seus hóspedes.

Possível Lockdown 

Paranhos reforçou a necessidade do isolamento social e não descartou o fechamento total do comércio nas próximas semanas. “Estamos verificando uma maior movimentação, redução do isolamento social, isso preocupa. A população precisa ter consciência e colaborar. Os números podem nos dar a impressão que saímos do problema, mas é o contrário, nós estamos indo de encontro a ele. Ainda estamos colhendo os frutos daquela taxa de isolamento de 70% que alcançamos por volta do dia 13 de março. E caso seja necessário podemos a qualquer momento decretar o fechamento total do comércio, mais ainda do que da primeira vez. Precisamos manter nossa taxa de ocupação de leitos baixa, pois com uma maior contaminação em três dias podemos ter tudo ocupado e isso não pode acontecer”, garantiu o prefeito, que, ao responder um questionamento de um internauta sobre um possível lockdown (fechamento de todos os estabelecimentos, mantendo apenas supermercados e farmácias abertos), afirmou que a possibilidade não está descartada.

Paranhos ainda lembrou que nos próximos dias deve inaugurar os 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do futuro Hospital de Retaguarda.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

10 − 4 =