Cascavel foi o município da região oeste que mais desempregou em dezembro de 2018, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados ontem.

Mês passado foram fechadas no Município 1.432 vagas formais de trabalho, 30% a mais que em dezembro de 2017, quando haviam sido encerradas 1.101 ocupações.

Com exceção da administração pública, todos os setores avaliados tiveram mais desligamentos do que contratações, registrando o pior resultado para um mês de dezembro desde 2015, auge da crise econômica nacional.

O setor que mais empregou no ano também foi o que mais demitiu em dezembro. Serviços deixaram 726 cascavelenses sem trabalho no último mês de 2018. A construção civil fechou 259 postos de trabalho com carteira assinada, seguido pelo comércio, com 334 vagas fechadas.

Acumulado do ano

Apesar do desempenho ruim de dezembro, Cascavel fechou o ano de 2018 com saldo positivo. De janeiro a dezembro foram geradas 1.284 novas oportunidades de trabalho com carteira assinada, contra 871 em 2017, aumento de 47%.

No acumulado ano, o setor de serviços foi quem mais contratou: 832 novas oportunidades.