Cascavel – As vacinas pediátricas contra a Covid-19 chegaram nesta sexta-feira (14) logo no começo da tarde no Paraná e uma operação de distribuição conseguiu em duas horas encaminhar para os regionais de saúde que fará a distribuição para os municípios neste fim de semana. De acordo com o secretário de Saúde de Cascavel, Miroslau Bailak, a vacinação na cidade deve começar na próxima terça-feira (18) e as unidades e os profissionais estão preparados. A 10ª Regional de Saúde vai receber 3.220 doses.

Segundo o secretário, a imunização atenderá as recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e nas unidades as crianças serão imunizadas em local separado dos adultos e elas serão observadas por pelo menos 20 minutos após a aplicação. “Nas unidades menores ainda estamos estudando, mas pode ser que seja adotado um sistema de agendamento”, disse Miroslau.

Este lote que chegou ao estado tem 65,5 mil vacinas contra a Covid-19 pediátricas do imunizante Cominarty, da farmacêutica Pfizer, enviadas pelo Ministério da Saúde. As doses são destinadas a crianças de 5 a 11 anos e fazem parte do primeiro lote exclusivo para este público. São 5,5 mil a mais em relação à programação inicial do governo federal.

Estimativa do Ministério da Saúde é que o Paraná tenha 1.075.294 crianças de 5 a 11 anos. O quantitativo recebido na primeira remessa deve atingir cerca de 5% deste público.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, lembrou que o Paraná foi um dos primeiros a solicitar vacinas para as crianças. A imunização inicia pelos grupos prioritários que incluem pessoas com comorbidades, deficiência permanente, indígenas e assim por diante. “Tão logo o Paraná receba novas doses, avançaremos na vacinação”, afirmou o secretário.

Adiantamento de doses

O secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, anunciou nesta sexta-feira (14), que a Pfizer antecipou para este domingo (16) a entrega de mais 1,2 milhão de doses da vacina pediátrica contra a Covid-19, que integram a segunda remessa do imunizante voltado a crianças com idade entre 5 e 11 anos.

A previsão é que o Brasil receba em janeiro um total 4,3 milhões de doses da vacina. Segundo o Ministério da Saúde, neste primeiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previsão é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões.

As crianças devem ir aos postos de vacinação acompanhadas dos pais ou responsáveis ou levando uma autorização por escrito. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

 

Covid-19: Foz do Iguaçu conta com novos centros de testagem

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu decidiu ampliar a testagem da Covid-19, com a implantação de cinco novos pontos de coletas em instituições de ensino do município. A partir deste sábado (15) as coletas poderão ser feitas das 9h às 21h, sem a necessidade de agendamento. Mais de 2 mil casos da doença já foram contabilizados na cidade em janeiro.

Os atendimentos seguem de segunda a sábado, das 9h às 21h, nos seguintes locais: Escolas Adele Zanoto (Porto Meira); Elenice Milhorança (Jardim América); Padre Luigi Salvucci (Vila C Nova); João Adão (Três Lagoas) e CMEI Guilherme Augusto Terres dos Santos (Morumbi II).

Segundo a secretária de Saúde, Rosa Maria Jerônymo, a ampliação visa desafogar as unidades de saúde, as UPAS e o próprio Plantão Coronavírus, que está sobrecarregado devido ao aumento de casos da doença. Somente neste mês de janeiro foram realizados 6.437 atendimentos pelo Plantão, o número é quase igual ao registrado durante todo o mês de dezembro, quando foram feitos 6.596 atendimentos.

O teste de antígeno fica pronto em 15 minutos e o morador deixa o local já com o resultado em mãos. Casos positivos para a Covid-19 devem permanecer em isolamento por 10 dias e assintomáticos por 7 dias. Pessoas assintomáticas (que não apresentam sintomas da doença) devem continuar agendando o teste pelo site da prefeitura, que irá direcionar para as cinco unidades de referência.

As sete unidades de referência para atendimentos a sintomáticos respiratórios continuam as mesmas: Unidade Padre Ítalo 24 Horas, no Porto Meira; UPA Dr. Walter Cavalcante Barbosa, no Morumbi; UBSs do Cidade Nova; Lagoa Dourada; Jardim São Paulo I; Morumbi II e Jupira. Essas unidades fazem a coleta e dão assistência aos pacientes com sintomas da doença.

A cidade tem 110,7% da população adulta com a primeira dose e 103,4% com a segunda dose, os novos casos de Covid apresentam sintomas leves, como coriza, tosse, dor de cabeça ou febre. “A vacinação se mostrou eficaz, por isso é importante que as pessoas que ainda não completaram o esquema vacinal, busquem as unidades de saúde o quanto antes”, orientou a secretária.