Campanha começa com baixa procura

Cascavel quer imunizar 95.471 pessoas neste ano

A campanha de vacinação contra a influenza começou ontem (10) com baixa procura do grupo prioritário. Até as 14h, a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Claudete havia atendido duas crianças. Já a UBS Palmeiras, no Bairro Alto Alegre, atendeu até as 15h cinco mulheres (gestantes e puérperas) e seis crianças.

Uma das crianças imunizadas ontem é Kethellin Freitas Ribeiro, de quatro anos. A mãe dela, Edna Regina de Freitas Alves, conta que quando estava grávida tomou a vacina e nunca deixou de levar a filha para se imunizar. “Considero a vacina muito importante porque minha filha tem bronquite e fica doente facilmente, então a vacina ajuda a prevenir que ela não fique muito doente”.

Nas unidades, as enfermeiras disseram que o movimento de gestantes, por exemplo, era daquelas que foram para tomar outras vacinas e ficaram sabendo que já podiam tomar a dose contra a gripe.

Público-alvo

Cascavel quer imunizar 95.471 pessoas neste ano, que correspondem ao público-alvo. Nesta primeira fase, são prioridade crianças de seis meses e menores de seis anos, gestantes e puérperas. A partir do dia 22 de abril, a campanha se estende a todo o público-alvo, que inclui idosos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com doenças crônicas ou imunidade baixa, jovens em medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade. A segunda fase vai até 30 de maio.

 

 



Fale com a Redação

nove − 1 =