POLÍTICA

Câmara de Cascavel reduz reajuste para IPTU de 2018

20 de dezembro de 2017 às 10:43
Publicidade

Cascavel – A Câmara de Cascavel votou ontem o Projeto de Lei 174/2017 que estabelece os parâmetros para cobrança do IPTU 2018. A proposta encaminhada pela prefeitura corrige a planta genérica de valores dos 15 setores da cidade com reajuste médio de 12%. Os vereadores, no entanto, aprovaram uma emenda reduzindo o percentual de 12% para 8,5%, uma redução de 30% no valor inicial proposto pelo Executivo.

A emenda foi assinada pelos 21 vereadores, que justificam ser necessário levar em conta o atual cenário de recessão econômica e desemprego, e diminuir a carga tributária que recai sobre a população.

Na votação da emenda apenas o vereador Jorge Bocasanta votou contrário. Já no projeto, os vereadores Fernando Hallberg, Serginho Ribeiro e Bocasanta votaram contra.

De acordo com levantamentos da Secretaria de Finanças, nos últimos quatro anos foram promovidos reajustes no IPTU que totalizaram 83,45%, contudo, Cascavel ainda apresenta defasagem na cobrança do tributo. No caso do IPTU, os cálculos são feitos levando em consideração o valor venal dos imóveis, que é a expressão econômica do imóvel no mercado imobiliário, sendo necessária, portanto, sua atualização constante.

Taxa de Lixo

Os vereadores querem mais informações antes de votar o Projeto de Lei 168, que propõe reajuste da Taxa de Lixo em Cascavel a partir de 2018. O aumento deve ser de cerca de 3,9%, somada à diferença do valor da UFM (Unidade Fiscal do Município).

Eles argumentam que há uma dupla tributação. Os vereadores apontaram ainda a discrepância do valor pago por quilo nas diferentes regiões da cidade, favorecendo “o fortalecimento de injustiças sociais”.

O Projeto de Lei 168/2017 volta ao debate na sessão extraordinária marcada para esta quinta-feira, às 9h30.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE