O Município de Cascavel iniciou ontem (7) a terceira fase do Programa de Castração de Felinos e Caninos, implantado em 2017 com objetivo de financiar uma política pública de controle de animais de rua.

Nesta etapa, além da castração, os animais serão microchipados, visando atender à Resolução 1, de 4 de janeiro de 2019, do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Paraná, a qual normatiza os procedimentos de contracepção de cães e de gatos em mutirões ou programas de esterilização cirúrgica no Estado.

O chip, do tamanho de um grão de arroz, traz informações importantes como nome do proprietário, dados gerais do animal e data da castração. O número vai para um banco de dados universal e pode ser acessado facilmente na nuca do animal, onde é implantado por meio de uma seringa, sob a pele. Em caso de fuga, é fácil localizar o proprietário. E, quando o animal é de rua, o chip facilita saber se ele já foi castrado, evitando nova sedação e gastos desnecessários, conforme detalha a médica-veterinária da Secretaria de Meio Ambiente, Ana Maria Formighieri, responsável pelo Setor de Bem-Estar Animal.

 

A Filó

A primeira castração com implantação de microchipagem foi realizada ontem na cadela Filó, que foi retirada da rua e está abrigada temporariamente até ser colocada para adoção. O procedimento foi realizado pelo médico-veterinário Márcio Dalmina, na Clínica Santa Clara, credenciada no último chamamento público formalizado em julho.

São cinco clínicas atuando, que realizarão 2.050 atendimentos no valor total de R$ 450 mil.

A partir desse animal, os demais receberão o mesmo atendimento, ou seja, castração e chipagem obrigatória.

Castrações

Desde o início do programa foram castrados 4.030 cães e gatos em Cascavel. Ao todo, com recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente, o Município aplicará R$ 1,350 milhão no programa até o fim deste ano.

Além desse projeto, está em andamento a aquisição de um castramóvel para o Município, por meio do qual será possível ampliar o serviço, que também prevê a castração e a microchipagem obrigatória.