O curso Boas Práticas Agropecuárias na Propriedade Leiteira já está disponível no catálogo de títulos do Senar-PR. A nova formação tem como objetivo auxiliar trabalhadores, produtores rurais e suas famílias na implantação de procedimentos que assegurem a produção de leite com qualidade e segurança.

Dividido em três momentos iniciais dedicados ao diagnóstico da propriedade e sete módulos temáticos – cada um com uma visita individual de duas horas à propriedade -, o curso soma 42 horas de duração. “O atendimento é personalizado, a exemplo do que ocorre em uma visita de assistência técnica”, garante o médico veterinário e coordenador de pecuária do Detec (Departamento Técnico Econômico) do Sistema Faep/Senar-PR, Alexandre Lobo Blanco.

Segundo ele, o curso segue preceitos pedagógicos modernos, voltados para o mercado e orientados conforme a CBO (Classificação Brasileira de Ocupações), para a atividade de Trabalhador de Pecuária – bovino de leite. “Primeiro foi construído o perfil do produtor de leite, onde ele precisa produzir de acordo com as demandas dos principais compradores”, observa Blanco. Em cada visita às propriedades participantes, o instrutor do curso irá aplicar um questionário, que irá auxiliar o profissional na condução das visitas.

O material

Esse material foi desenvolvido de acordo com a metodologia Global G.A.P (sigla em inglês para boas práticas agrícolas). A cada item checado no questionário caberá ao instrutor dar uma orientação. “O curso não tem caráter de auditoria, mas de orientação. O instrutor vai ser um aliado na busca das boas práticas”, afirma o técnico do Sistema Faep/Senar-PR.