Brasília – A OMS (Organização Mundial da Saúde) registrou recorde de casos de covid-19 em todo o mundo nessa sexta-feira (31), com 292.527 novas infecções em 24 horas.

O relatório diário mostrou que aumentos foram puxados por Estados Unidos, Brasil, Índia e África do Sul, países que lideraram a disseminação do contágio pelo novo coronavírus. As mortes aumentaram em 6.812.

O recorde anterior da OMS para novas infecções havia sido atingido na última sexta (24), com 284.196 casos confirmados, com um aumento de mortes na mesma data de 9.753, o segundo maior na série histórica. A média de mortes era de 5.200 por dia em julho, ante uma média de 4.600 no mês anterior.

O Brasil registrou 1.212 novas mortes por covid-19 nessa sexta, elevando o total de óbitos pela doença a 92.475, segundo dados do Ministério da Saúde. Também foram confirmados mais 52.383 casos da doença, elevando o número total de confirmações da covid-19 no País para 2.662.485. Desse total, 1.844.051 (69,3%) correspondem aos recuperados e 725.959 (27,3%) ainda em acompanhamento, segundo o Ministério da Saúde.

Há cerca de 3.529 mortes em investigação.

São Paulo é o Estado com maior número de casos do novo coronavírus, com 542.304, e de mortes, num total de 22.997. O Ceará vem em segundo lugar em número de casos, com 173.882, e 7.668 óbitos. Em seguida, está a Bahia, com 166.154 casos e 3.463 mortes. O Rio de Janeiro tem 165.495 confirmações do novo coronavírus e 13.477 óbitos.