ESPORTES

Aránguiz volta a ser "bola da vez" para sair e Inter já admite perdê-lo

23 de junho de 2015 às 16:15
Publicidade

Porto Alegre – Charles Aránguiz é, outra vez, o principal nome a ser negociado pelo Internacional na próxima janela de transferências. Mesmo depois de afirmar que não venderia nenhum de seus principais atletas, o Colorado já admite internamente que deve dar adeus ao volante chileno nos próximos meses.

Dono de apenas 30% dos direitos econômicos, o clube gaúcho espera por uma proposta superior a 8 milhões de euros – cerca de R$ 28 milhões. O negócio já é aguardado para logo depois da Copa América – com a meta de só liberá-lo após uma eventual final da Copa Libertadores.

O detalhe para esta transação iminente está na divisão dos direitos econômicos. Delcir Sonda, investidor que bancou a compra de Aránguiz, tem 70% e o Colorado apenas 30%. Por contrato, o Inter tinha 24 meses para negociar a compra de outros 20% do jogador e fazer o pagamento. Mas nenhum movimento assim ocorreu até agora e é visto como improvável.

Em janeiro, Aránguiz era a “bola da vez” para sair. A campanha da Libertadores e a afirmação dos jovens Rodrigo Dourado e Valdívia mudou isto. Só que a participação do volante na Copa América, com a seleção chilena, mexeu de novo com as peças no tabuleiro.

O desejo do camisa 20 de sair já ficou claro para o Internacional desde o ano passado. Foi quando, após uma partida no Beira-Rio, o próprio jogador questionou os dirigentes se já havia recebido alguma oferta para deixar o Brasil. Na época, o Chelsea sinalizou com uma proposta de 8 milhões de euros por 100% dos direitos e o Colorado disse não. O valor, então, passou a ser um marco para as pretensões diante do assédio.

(Com informações do UOL Esporte)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE