Foz do Iguaçu – Durante a sessão ordinária de ontem, os parlamentares aprovaram em 1ª e 2ª discussões, por 14 votos favoráveis, o substitutivo ao Projeto de Lei 09/2018, encaminhado pelo Poder Executivo, que reduz para 30 horas a carga de trabalho dos cargos de fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e assistentes sociais.

Os servidores estiveram presentes na Câmara para acompanhar a votação do projeto e comemoram a aprovação.

Segundo Scarlet Luiza de Lemos, assistente social e coordenadora do Nucress, esse momento representa a conquista de direitos reivindicados há anos: “Estamos muito contentes e satisfeitas com os poderes do município por terem entendido a importância dessa lei. Desde que a lei federal foi aprovada, em 2010, estamos tentando articular para que isso também se torne lei municipal, visto que muitos de nós já cumprimos as 30 horas semanais via decreto. A mudança vai ser muito representativa não só para a nossa qualidade de vida, mas vamos poder nos aperfeiçoar, dar um atendimento digno à população e ampliar os serviços”.

O vereador Elizeu Liberato (PR) ressaltou que o projeto foi resultado de uma união dos Poderes Legislativo e Executivo e foi amplamente debatido nas comissões.