Curitiba – O problema é antigo e ainda tira o sono dos prefeitos do Paraná. Isso porque o rombo nos cofres municipais com a conta do transporte escolar é gigantesco. E, apesar das cobranças, até então o governo negou o ajuste financeiro. Agora, com o novo comando no Estado, eles tentam mais uma vez.

Por isso, o presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) e prefeito de Coronel Vivida, Frank Schiavini, entregou documento à governadora Cida Borghetti durante reunião da Diretoria da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba) pedindo uma complementação dos recursos para o transporte escolar nos 399 municípios do Estado. O valor é de R$ 20 milhões.

Segundo Schiavini, o último reajuste linear no transporte escolar por parte do Estado do Paraná ocorreu em 2013. Do total de alunos que as prefeituras transportam (457 mil), 53% (243 mil) são estudantes do Estado (atribuição do governo do Paraná) e recebem R$ 100,7 milhões pela prestação do serviço. Porém, o custo real do transporte escolar dos alunos da rede estadual é de R$ 289 milhões.

“Sabemos que o momento do País e do Estado é difícil, mas pedimos apoio do governo em relação ao transporte escolar para aliviar as despesas das prefeituras com o serviço", disse Schiavini, na reunião comandada pelo presidente da organização e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack.

O presidente da AMP também defendeu a união entre governo e municípios e elogiou a disposição para o diálogo da governadora Cida Borghetti. "Esperamos que esse diálogo possa se fortalecer. Quando unimos as forças, tornamos a entidade mais capaz de buscar melhorias para a população dos nossos municípios. Além disso, as instituições se fortalecem", comentou Schiavini, que convidou os prefeitos a participarem da 21ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, de 21 a 24 de maio. "Vamos levar uma pauta municipalista de fortalecimento das prefeituras", disse.

Novo estudo

A governadora Cida Borghetti vai avaliar o pedido de mais recursos para o transporte escolar com a equipe da Secretaria Estadual da Educação. Na reunião, a governadora apresentou um resumo dos seus 30 dias iniciais de mandato e disse que exerce um governo municipalista. "O governo que fazemos é municipalista e está preocupado com as pessoas", comentou Cida.