Berlim – Um terceiro caso de peste suína africana (PSA) em animais de fazendas foi confirmado durante o fim de semana no estado de Brandemburgo, no Leste da Alemanha. De acordo com o Ministério da Saúde de Brandemburgo, o caso foi detectado em uma pequena fazenda com quatro porcos, localizada dentro da área de restrição onde a doença é comum entre javalis selvagens.

A PSA já havia sido encontrada em duas fazendas próximas no fim de semana anterior.

A China e uma série de outros países compradores de carne suína proibiram importações da proteína proveniente da Alemanha em setembro de 2020, depois que o primeiro caso de PSA foi confirmado em animais selvagens.

A descoberta da doença em fazendas não deve causar grande impacto nas exportações de carne suína da Alemanha, já sujeitas a restrições de diversos importadores de fora da União Europeia, disseram especialistas.

A doença não afeta humanos, mas é fatal para porcos. Muitos países impõem proibições à carne suína de regiões afetadas pela PSA.

O Paraná obteve neste ano a chancela internacional de área livre da peste suína clássica.