A elaboração do plano começou em setembro a partir de um método apresentado pelo Sebrae

AGRONEGÓCIO

Agronegócio de Cascavel entra em uma nova era

20 de julho de 2022 às 14:04
Publicidade

O agronegócio de Cascavel, um dos mais eficientes e produtivos do Brasil, entra em uma nova era de desenvolvimento com o lançamento oficial do Plano de Inovação Agro realizado na manhã desta quarta-feira no Sindicato Rural. O encontro contou com a participação de líderes dos mais diferentes setores organizados que acompanharam apresentação da evolução que o agronegócio local pode ter a partir de agora.

A elaboração do plano começou em setembro a partir de um método apresentado pelo Sebrae – o Paraná é pioneiro e hoje mais de cem cidades brasileiras já começaram a aplicar essa ferramenta. Os trabalhos envolvem as mais diferentes forças locais, como empresas, cooperativas, órgãos de pesquisa, entidades, universidades e poder público. “É uma soma que aproxima experientes e jovens e todos trabalham na mesma direção pelo desenvolvimento do agro e fazendo naturalmente acontecer a necessária sucessão a partir das propriedades rurais”, segundo Paulo Orso, presidente do Sindicato Rural. O gerente de Negócios do Sebrae, Emerson Durso, informa que essa é mais uma estratégia do Sebrae para desenvolver ecossistemas.

“Mesmo em um município bastante atuante nessa área, percebemos que são inúmeras as oportunidades de evolução”, segundo Durso. O agro, segue ele, entra em uma nova era: de mais tecnologias digitais, de métodos computacionais avançados e de monitoramentos automatizados. O planejamento elencou mais de 50 ações e três foram escolhidas e deverão ser executadas nos próximos 12 meses: maior integração universidade e empresa, definição do modelo de gestão do futuro centro de inovação com a presença do agronegócio e fortalecimento da governança do agro.

O estudo apontou que ele ainda é inicial no que se refere à inovação e isso significa que há um grande universo de possibilidades e oportunidades pela frente. Ana Carolina Ferronato, considerada uma das dez mulheres mais inovadoras do Paraná, falou sobre a importância da inovação no agro. Ela está à frente de startup de Palotina voltada a monitoramentos e análises de solo, buscando melhores resultados de forma sustentável. “Isso significa usar a mesma área agrícola com mais inteligência e assertividade”, ressaltou ela.

O presidente do Sindicato Rural, Paulo Orso, destacou também a relevância do tripé apresentado: biotecnologia, inovação e conectividade. “Essa junção de propósitos vai desenvolver ainda mais um segmento fundamental à nossa economia, à produção de riquezas e também aos empregos”. Orso lembrou que o Paraná, embora um dos menores estados em extensão do Brasil, é o de maior produção e que o Oeste responde por condição privilegiada nesse contexto. “Somos vanguarda em preservação e sustentabilidade e agora somos destaque em inovação”.

O vice-prefeito Renato Silva disse que é desafio motivar a sociedade a pensar e a agir, porque assim há uma convergência de forças para criar mais chances de ocupação e qualidade de vida a todos. Os parceiros integrados ao Iguassu Valley Agro Cascavel são: 7 Digital Tech, AcicLabs, Aquabit, Centro Universitário Fag, Constel Tecnologia, Coopavel, Ecodefense, Fert, Fundetec, Iguassu Valley, IDR-PR, Laboratório A3Q, Metha Consultoria, NanoStart, Porto Co., Saara Engenharia, sciBees Soluções Científicas, Sebrae, Sicoob, Sindicato Rural de Cascavel e Unioeste.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE