POLÍTICA

Acordo garante compra de hospital

18 de dezembro de 2017 às 09:22
Publicidade

Conforme o Hoje News adiantou na edição da última quinta-feira (14), o antigo Hospital Santa Catarina (Jacomo Lunardelli) irá mesmo se transformar em uma unidade hospitalar gerida pelo Município de Cascavel. Na próxima quarta-feira (20), a Prefeitura irá fazer o pagamento de R$ 4,3 milhões ao empresário Renato Festugatto Neto, dono do imóvel que foi desapropriado pelo Município. O restante será parcelado em 12 vezes de R$ 354,1 mil.

Antes de se transformar em hospital, no entanto, ele será usado como Unidade de Pronto-Atendimento, enquanto durar a reforma da UPA Brasília, que já tem recursos liberados. A UPA precisa de reforma e ampliação para ser reconhecida pelo Ministério da Saúde. O início das obras deverá acontecer até o mês de fevereiro de 2018.

Após a reforma, aí sim Cascavel ganhará um hospital municipal de retaguarda. “Teremos um hospital de retaguarda a partir do ano que vem! Serão 62 novos leitos que darão novo fôlego à rede saúde pública no município”, comemorou o prefeito Leonaldo Paranhos.

Credenciamento

A proposta de transformar o local em um Hospital Municipal estava nos planos de Paranhos desde o início do ano. Há anos se discute a construção de uma unidade hospitalar municipal, mas o próprio prefeito lembra que se fosse começar do zero não seria possível edificar e equipar um hospital com menos de R$ 60 milhões.

A aquisição do hospital foi possível graças a um remanejamento de recursos repassados pela Secretaria de Estado da Saúde. “[os recursos] nos dão as condições que precisávamos para concretizar a aquisição do Jácomo e avançarmos no programa de humanização de saúde em Cascavel”, destaca Paranhos. O acordo prevê ainda a aquisição de todo o mobiliários e equipamentos hospitalares avaliados em R$ 308.773,00.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE