O Governo do Estado é destaque no prêmio do Serviço Social da Indústria para alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2018 (Sesi ODS). O projeto Mãe Paranaense, da Secretaria da Saúde, foi o vencedor na categoria Poder Público Estadual. Nesta mesma categoria, também foram finalistas e receberam o Selo Sesi ODS, a Celepar, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social e a Penitenciária de Foz do Iguaçu.

A cerimônia de premiação ocorreu na noite de quarta-feira (30), durante Congresso Sesi ODS, no auditório da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). Participaram o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, e o diretor do Sesi-PR, José Antônio Fares.

Com o programa Mãe Paranaense o Estado reduziu a mortalidade materna e infantil a menores índices da história. Em oito anos, a mortalidade materna recuou 50% e a mortalidade infantil 15,5%. Presente nos 399 municípios, o programa garante à gestante o pré-natal com consultas, exames, vinculação ao hospital adequado para a realização do parto e acompanhamento do bebê até um ano de idade. Com estas ações, 1086 vidas foram salvas – 850 bebês e 236 gestantes.

“Ficamos honrados em participar de uma premiação tão importante, que reconhece o trabalho de instituições públicas e privadas que contribuem para um Paraná mais digno”, disse o secretário da Saúde, Antônio Carlos Nardi. Ele lembra que o Governo do Estado investe constantemente em melhorias que garantam qualidade de vida, saúde e bem-estar da população. “Os esforços não podem parar, este prêmio é uma motivação para intensificar nossa rede de apoio e estruturação também para as futuras gerações de paranaenses’’, comemora Nardi.

INCLUSÃO E TRANSPORTE

A Celepar, lembrou o presidente da Companhia, Tiago Waterkemper, foi uma das primeiras do Governo do Estado signatária dos ODS. “Em função do compromisso assumido, as ações da companhia estão voltadas à difusão de práticas que contemplem a melhoria da qualidade de vida da população paranaense e a construção de um mundo melhor”, destacou ele.

A companhia participou com dois trabalhos, o Projeto de Inclusão Social da Pessoa Idosa e o Programa Transporte Livre – Mobilidade Sustentável. Pelo terceiro ano consecutivo recebeu o selo ODS. Dentro do conceito da Celepar Cidadã, a companhia, desde 2013, ministra cursos de inclusão social e digital destinados às pessoas idosas. O trabalho iniciou por meio do computador. No final de 2016 foi adicionado ao projeto o Curso Básico de Smartphone, também voltado à população com idade superior a 60 anos. Desde abril passado, a Celepar ministrou este treinamento em 25 cidades paranaenses, totalizando 68 cursos e 2.898 participantes. As duas capacitações são gratuitas.

Com mais de 10 anos de história, o Programa Transporte Livre – Mobilidade Sustentável promove o uso de meios de transporte sustentáveis aos empregados da Celepar, através de campanhas, discussões e eventos. A empresa promove diversas ações durante o ano, como o Dia de Bike ao Trabalho, em maio e o Dia Mundial Sem Carro, em setembro. Em média, 40 empregados utilizam a bicicleta diariamente como meio de locomoção e existem 70 bikes cadastradas na Celepar.

DIREITOS DOS IDOSOS

A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social recebeu o Selo Sesi ODS pela cartilha “Conhecendo os Direitos da Pessoa Idosa”, que explica o Estatuto do Idoso de forma simples e didática. “Muitas pessoas com mais de 60 anos ainda desconhecem que os seus direitos já estão garantidos por lei, no Estatuto do Idoso. Com esta publicação, em linguagem simples e acessível para todos os públicos, queremos que elas saibam que têm direitos sociais e que estes devem ser respeitados em todos os âmbitos”, diz a secretária Nádia Moura.

Ela lembra que dentre os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável indicados pela ONU estão a preocupação com saúde e bem-estar, educação e trabalho digno. “Todos estes temas estão abordados ao longo da cartilha, que também orienta sobre o que fazer em casos de violência e violação de direitos”, diz. Elaborada em material impresso, a cartilha também está disponível para download no site www.desenvolvimentosocial.pr.gov.br. Em toda a rede socioassistencial, 39 mil exemplares do material foram distribuídos, em 399 municípios do Estado.

CAMINHO DA VIDA

A Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu recebeu o reconhecimento pelo Projeto Caminho de Vida, realizado em parceria com a Igreja Batista. O projeto teve início há três anos e conta com a participação 160 presos. Coordenado por integrantes da igreja e por agentes penitenciários, tem como objetivo o combate a violência por meio da promoção de princípios cristãos e do conhecimento da teologia.

Segundo o diretor da penitenciária, Willian Zonatto, o projeto reflete no convívio entre presos e funcionários e alcançou um resultado que vem ao encontro de um dos objetivos da Lei de Execução Penal – a integração do preso na sociedade, através do restabelecimento do vínculo familiar, redução de práticas de indisciplina, e o enfraquecimento do crime organizado.

PRÊMIO

A terceira edição do Prêmio Sesi ODS recebeu 361 instituições que inscreveram suas melhores práticas para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, das quais 65 foram selecionadas como finalistas. Oferecido pelo Sistema Fiep, por meio do Sesi no Paraná, a premiação tem o objetivo de estimular e reconhecer os melhores projetos de indústrias, empresas, poder público, organizações da sociedade civil e instituições de ensino para a promoção de dimensões sociais, ambientais, econômicas e institucionais que contribuam para o alcance dos objetivos e metas da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável no Brasil.

A Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) faz parte de um Protocolo Internacional assinado em 2015, por 193 países, durante a Assembleia Geral da ONU. Na ocasião o Governo Brasileiro assumiu o compromisso de adotar metas de desenvolvimento sustentável a serem alcançadas até 2030.