O número de casos confirmados de sarampo na região das Américas mais que dobrou em um mês. Segundo a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), 11 países do continente notificaram 5.004 casos confirmados da doença este ano: Antígua e Barbuda (1), Argentina (8), Brasil (1.237, incluindo seis mortes), Canadá (19), Colômbia (60), Equador (17), Estados Unidos (107), Guatemala (1), México (5), Peru (4) e Venezuela (3.545, incluindo 62 óbitos). Até 20 de julho, os mesmos países haviam confirmado 2.472 casos.

“Tendo em vista a velocidade de propagação da doença pela região, a Opas ampliou as recomendações que já vinham sendo feitas aos países. Entre elas, aumentar a cobertura vacinal e fortalecer a vigilância epidemiológica, a fim de aumentar a imunidade da população e detectar/responder rapidamente a casos suspeitos de sarampo”, informou a entidade, por meio de comunicado.

Dentre as recomendações da Opas está a cobertura vacinal de 95% com a primeira e a segunda dose da Tríplice Viral em todos os municípios.

No Brasil, cerca de metade do público-alvo (crianças maiores de um ano e menores de cinco anos) tomou a vacina neste mês. A campanha nacional de vacinação, que inclui o combate à poliomielite, vai até 31 de agosto.