São Miguel do Iguaçu – Desde a inauguração da Maternidade Municipal de São Miguel do Iguaçu, já foram registrados 22 nascimentos na nova unidade hospitalar. Um marco na história do Município, pois São Miguel nunca teve um hospital público.

O Complexo Hospitalar Municipal é composto por duas obras interligadas, sendo a Unidade de Pronto-Atendimento 24 Horas e a Maternidade Municipal. O Pronto-Atendimento foi inaugurado em fevereiro e a Maternidade em setembro de 2018.

Por trás de toda essa estrutura, além do idealizador o prefeito Claudio Dutra, existem equipes capacitadas que tornaram esse sonho em realidade. Foram quatro anos de muito trabalho, atrás de recursos, execução do projeto, construção, planejamento das equipes médicas, verbas para manutenção do local, ou seja, cada cidadão contribuiu e ainda faz sua parte em oferecer ao povo são-miguelense um hospital público de qualidade.

A unidade é a maior obra pública na área da saúde, tem 7.221 metros quadrados de área construída, conta com 38 leitos, dois centros cirúrgicos, estacionamento, calçadas, espaços para abrigar gerador, gases medicinais, e outras áreas externas que compõe os serviços necessários ao funcionamento.

Toda estrutura é equipada com sistema de climatização central e sistema de geração de energia, com conjunto gerador instalado. Um investimento total de R$ 11 milhões, com recursos dos governos federal, estadual e municipal. Em breve, o Complexo oferecerá também um tomógrafo computadorizado helicoidal, doado pela Câmara dos Deputados.