Dois dos poços que auxiliam no abastecimento de água de Cascavel têm sido alvo frequente da ação de vândalos. A última ocorrência, registrada na terça-feira (17), deixou toda a estrutura e componentes elétricos destruídos. Além do prejuízo financeiro para a Sanepar, o furto e danos nos equipamentos interferem no sistema de abastecimento, que perde a importante contribuição de água, principalmente, nesse período crítico da crise hídrica.

Um dos poços, localizado na Rua Cipestre, no Bairro Santa Cruz, foi restaurado e foram recuperadas todas as instalações elétricas, com reforço nas questões de segurança no dia 04 de agosto. Na mesma noite, teve furto com a retirada parcial dos cabos de alimentação elétrica reinstalados recentemente. Nova ação, na noite de ontem, destruiu todos os dispositivos de proteção implantados. Os vândalos quebraram as ferragens e o concreto, levaram todo o cabeamento da unidade e vandalizaram as estrutura e o comando dos equipamentos que captam e bombeiam a água do poço. O outro poço, o de número 09, localizado na Rua Publio Pimentel, no mesmo bairro, está inoperante por ter sido alvo de ação semelhante. A Sanepar estima em mais de R$ 150 mil de custos, entre materiais, equipamentos e serviços, para colocar as unidades de produção de água em operação de forma provisória.

A Polícia Militar tem intensificado a ação na região. É importante toda população ficar em alerta. Se perceber qualquer movimentação estranha nos locais ou a invasão das áreas das unidades deve acionar a polícia imediatamente. O furto em si é crime e quem recepta os materiais furtados também incorre em crime.