Um agente penitenciário foi morto à tiros dentro de casa no Jardim Primavera em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba nesta quarta-feira (12).

Segundo informações do Sindarspen (Sindicato dos Policiais Penais) do Paraná, o policial penal morto, Lourival de Souza era lotado na Penitenciária Estadual de Piraquara e vinha sendo ameaçado de morte por uma organização criminosa que age dentro e fora dos presídios do estado.

Quatro homens estão sendo procurados por suspeita de participação no crime.

Segundo a Polícia Civil, os quatro homens chegaram na residência em um veículo de cor preta. Três deles entraram na residência e um quarto homem rendeu as pessoas que estavam num restaurante ao lado da residência.

Lourival entrou no banheiro e trancou a porta, os três homens estouraram a porta e mataram a vítima dentro do box.

A esposa da vítima e um pintor que prestava serviços na residência no momento do crime foram rendidos pelos bandidos.

O Sindarspen emitiu uma nota em seu site e exige da SESP (Secretaria da Segurança) e do Depen (Departamento Penitenciário do Paraná), assim como das direções de estabelecimentos penais, o total fechamento de todas movimentações de pessoas dentro dos presídios enquanto durarem as investigações que levem à prisão e a punição dos autores desse bárbaro assassinato. “Diante de tantos acontecimentos que têm vitimado policiais penais nos últimos meses, o governo ainda não apresentou um programa de atenção que pudesse dar mais segurança para que os policiais penais pudessem exercer sua atividade com a tranquilidade de voltar para casa no final do seu plantão, com a segurança para usufruir seu dia de folga” diz a nota.

Investigadores da Polícia Civil estão verificando as câmeras de segurança da região e ouvindo depoimentos de vizinhos ao local do crime.

Com informações do Portal G1 e Sindarspen.