COTIDIANO

Um momento para escutar

23 de março de 2018 às 11:14
Publicidade

Um movimento cívico, apartidário e que tem por objetivo escutar o que a população tem a dizer. O Movimento Agora! passou por Cascavel, na noite de quarta-feira (21), no Country Clube, para conversar sobre política e as principais demandas do município.

De acordo com o idealizador do evento em Cascavel, Mario Luiz de Sá, trazer o movimento à cidade foi a forma encontrada para tratar sobre questões que, de alguma maneira, não atendem às necessidades da população.

“Temos vários problemas aqui e que não são ouvidos pelo poder público. A forma de ajudar a mudar esta realidade é também por meio do diálogo, que é a proposta do movimento, escutar o que a população tem a dizer e fazer os encaminhamentos devidos”, diz. Entre os temas abordados estão as melhores setores essenciais como saúde, educação e segurança.

O combate à corrupção não ficou de fora. Conforme Mario, em um ano eleitoral, em que todos clamam por mudanças, fazer a escolha certa na hora do voto é fundamental. “Uma maneira de acabar com a corrupção é escolhendo direito nossos candidatos”, afirma.

Mario comenta ainda que trazer o movimento a Cascavel demonstra o interesse em implantar um núcleo do Agora! no município. A ideia está em fase embrionária e precisa passar por aprovação dos fundadores.

 

Foco na solução

A co-fundadora do Movimento Agora!, Natalie Unterstell, participou da rodada de escuta em Cascavel. As demandas levantadas durante a reunião, segundo ela, farão parte de documento denominado cartas-mandato, disponibilizadas a todos os candidatos à eleição neste ano.

A partir daí, o candidato eleito que tenha firmado compromisso com o conteúdo das cartas-mandato, será acompanhado pelo movimento que tentará garantir a adesão e a execução das soluções levantadas durante as escutas, além de auxiliar na implementação.

“As escutas já passaram por vários locais do Brasil e seguem até o mês de abril. O foco desse trabalho é buscar soluções estáveis e que tenham legitimidade aos problemas identificados pela população”, explica Natalie.

Para fazer parte do movimento ou trazê-lo à sua cidade basta acessar www.agoramovimento.com e preencher uma ficha na aba Junte-se a Nós.

Para saber mais acesse www.agoramovimento.com

 

Menos extremismo e mais diálogo

O Movimento Agora!, conforme Natalie, ainda faz com que alguns políticos torçam o nariz. “Parte da classe política vê o movimento de uma forma muito simpática e empática. Outros, nem tanto assim, pois a partir dele é que se mostra a insatisfação do povo quanto às estruturas políticas, que estão muito degradadas e mal representadas”, relata.

as discussões cada vez mais calorosas entre os eleitores, principalmente nas redes sociais, Natalie diz que a única maneira de conter os ânimos é por meio do diálogo. “Quando existem duas pessoas que gostam de figuras polêmicas diferentes, mas que sentam e conversam sobre assuntos que afetam ambas de forma negativa, elas acabam baixando a guarda, desarmam-se, baixam o tom. Não é preciso concordar com a opinião, mas evitar brigas”, pontua.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE