Cascavel – De 1º a 3 de setembro, ocorrerá em Cascavel o Show Rural Edição de Inverno, no Parque Tecnológico Coopavel. O IDR-PR (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná), por meio de seus pesquisadores e extensionistas estará presente, levando ao público as melhores opções em termos de tecnologias no que tange a cultivares de trigo, triticale, aveia granífera, aveia forrageira, além de tecnologias no manejo e conservação de solo.

“Na área dos trigos, teremos as cultivares IPR Potyporã e IPR Catuara, ambos materiais de altíssima qualidade por trazer em sua genética a união entre alta produtividade e excelente qualidade industrial. Os visitantes poderão ver pessoalmente o potencial genético destes materiais por meio das parcelas implantadas no evento, dentro da área do IDR-PR”, adianta Endrigo Antonio de Carvalho, extensionista do IDR-PR de Cascavel.

Para a cultura do triticale, haverá duas cultivares desenvolvidas pelo IDR-PR e pela Embrapa, com a colaboração da Fundação Meridional: IPR Aimoré, de ciclo precoce, e IPR Caiapó de ciclo médio. “Ambas vêm se destacando pela alta produtividade, qualidade industrial e resistência a doenças”, afirma o técnico.

As aveias IPR Afrodite e IPR Artemis também se fazem presente no evento e estão em plena maturação nas parcelas do IDR-PR. Ambas, com destaque nacional pela produtividade, rendimento industrial e incapacidade de multiplicar nematoides, têm sido muito utilizadas para alimentação humana, mas também na produção animal.

No manejo e conservação de solos, visando contribuir para a melhora da cobertura do solo, no controle de processos erosivos e lixiviação de nutrientes e na reestruturação do perfil do solo, o IDR-PR mostrará as melhores estratégias em termos de consórcios de plantas de cobertura, utilizando materiais selecionados pelo IDR-PR.

De acordo com o engenheiro agrônomo Luiz Carlos Retcheski Junior, do IDR-PR de Braganey, um problema crônico que vem se alastrando por todo o País são as formigas cortadeiras. Nessa bateria, os extensionistas do IDR-PR abordarão de forma prática quais são os prejuízos causados pelas formigas cortadeiras e quais os melhores métodos para controle das mesmas lá na propriedade”.