Três vão a júri por morte de pedreiro

O motivo do crime seria vingança

Sentam hoje no banco dos réus, no Fórum Estadual de Cascavel, Antônio da Silva, Guibson Cleiton da Silva e Lucas Vieira, são acusados da morte de Adilson Cavaccini, 43 anos. O pedreiro foi morto com tiros de revólver calibre 357 e pistola 9 milímetros e uma facada nas costas em setembro de 2013, no Jardim Colmeia, em Cascavel.

Os três respondem por homicídio qualificado, com as qualificadoras de: motivo torpe, emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima.

O crime teria sido motivado por uma vingança. Segundo os autos do processo, o acusado Antônio da Silva e a vítima tinham uma desavença. Consta ainda que os acusados armaram uma emboscada e que Antônio da Silva e Lucas Vieira teriam atingido a vítima com uma facada nas costas – a faca ficou cravada na vítima – e nove tiros. Guibson é apontado como o condutor do carro usado pelo grupo para chegar ao local do crime e também para a fuga.

Os três respondem ao processo em liberdade.

 



Fale com a Redação

dezoito + nove =