Transcatarina 2020 tem um plano B

Aos poucos, os diretores de cada categoria voltarão às trilhas para darem sequência no levantamento de todos os trajetos.

Os organizadores do Transcatarina já apresentaram uma solução caso se faça necessário o adiamento da 12ª edição do evento que, por enquanto, está marcado para de 7 a 11 de julho. O roteiro permanecerá o mesmo, com sedes nas cidades de Fraiburgo, Treze Tílias e Caçador (SC). Caso a quarentena de contenção à covid-19 se estenda mais que o previsto (até 10 de maio), e a realização de eventos seja proibida até julho, é certo que o Transcatarina não será cancelado.

Quando usar máscara de pano

“Estamos atentos a todos os desdobramentos provenientes dessa pandemia e precisamos aguardar para tomar decisões. Como nosso evento é em julho, ainda temos alguns dias para definir nosso destino. Temos até o dia 1º de junho para estabelecer o futuro desse encontro tão querido e importante para o segmento fora de estrada”, declarou o diretor-geral do Transcatarina, Edson João da Costa. “Caso a pandemia continue em estado de alerta, reagendaremos nossa aventura para 27 a 31 de outubro, época que entendemos ser menos complicada na questão que envolve o calendário off-road”, completou.

Organizado pelo Caçador Jeep Clube, o evento já conta com mais de 200 veículos inscritos – o limite máximo é 250 carros, divididos nas categorias de competição (Máster, Graduados, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light), e de passeio (Passeio Radical 1 e 2, e Adventure 1, 2 e 3). “Sentimos uma força muito grande das pessoas para que o Transcatarina aconteça. E nós podemos garantir que ele acontecerá. Estamos em um momento no qual a palavra de ordem é ‘flexibilização’. Todos precisam ser flexíveis para passarmos com sucesso por esse desafio e minimizar os prejuízos o máximo possível”, pontuou Costa. “De nossa parte, como trabalhamos com entretenimento, fica um desejo enorme de entregar um Transcatarina que conforte os participantes, enchendo o coração com muito amor, alegria e diversão. Espero que, quando estivermos reunidos em Fraiburgo, a emoção e o carinho prevaleçam, pois sabemos que, hoje, cada um está enfrentando dificuldades singulares, em casa e no trabalho”, refletiu.

O roteiro do Transcatarina 2020 manterá o padrão: cerca de 800 quilômetros, mas que, neste ano, ficará somente no meio oeste catarinense. A ideia é proporcionar uma edição diferenciada, com novos roteiros e experiências. Para as categorias de competição, os percursos adentrarão fazendas particulares, a fim de manter o máximo de segurança possível a pilotos e navegadores, mas também haverá estradas vicinais para apresentar as belezas da região.

Aos poucos, os diretores de cada categoria voltarão às trilhas para darem sequência no levantamento de todos os trajetos.

Para aqueles que desejam estar com o Transcatarina 2020 e comemorar a vitória do mundo na luta contra a covid-19, inscreva-se: www.transcatarina.com.br.

Mídia I

Edson Massaro, promotor da Cascavel de Ouro, passou o fim de semana com o sorriso de orelha a orelha com a notícia de Galvão Bueno de que estará na Cascavel de Ouro, correndo no trio que terá os filhos Cacá e Popó Bueno. A tradicional prova ganhou enorme mídia espontânea e a partir desta semana muitos pilotos farão suas inscrições.

Mídia II

A presença de Galvão Bueno na prova chamará a atenção da mídia e fará também com que o Grupo Globo, o maior conglomerado de mídia do Brasil, volte seus olhos para a prova que terá a participação de seu principal narrador esportivo.

Pacetti

Júlio Pacetti, que formava com Galvão e Ayrton Senna um trio que rodava o mundo no jato do piloto, será figura de destaque dos boxes da equipe da família Galvão.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

nove − 2 =