Mais uma reunião em Toledo tratou sobre a Usina de Biodigestor a ser instalada no Município. Membros do CIBiogás (Centro Internacional de Energias Renováveis), do PTI (Parque Tecnológico de Itaipu), da Prefeitura de Toledo, das empresas e das associações de suinocultura e agricultura do Município participaram das discussões, no gabinete do prefeito Lucio de Marchi.

A Usina de Biodigestor irá produzir energia com a utilização dos dejetos suínos encontrados nas propriedades do Município. Terá capacidade de produzir 1 Mega de energia por hora, a qual poderá ser utilizada nas propriedades parceiras do projeto.

O principal objetivo do encontro foi avançar nas discussões sobre o local onde a usina deve ser instalada. A equipe da CIBiogás apresentou um mapa com a localização das propriedades que possuem a maior produção de dejetos suínos no Município.

Para o gestor da área de gestão e negócios da CIBiogás, Rodrigo Soares, a reunião foi importante para continuarem avançando na escolha do local onde a usina será instalada. “A reunião foi importante para termos um norte e escolhermos o local mais provável para a instalação da usina. A partir daí conseguiremos avançar em outras questões como a logística de coleta dos dejetos e verificação das redes elétricas”.

Reunião hoje

As comunidades de Xaxim e Concórdia do Oeste aparecem como os locais mais prováveis para a construção da usina. Ficou agendada para hoje (16) uma reunião com os suinocultores dos dois distritos, no Clube de Concórdia do Oeste, para tratar do assunto.

A Associação dos Suinocultores de Toledo participou pela primeira vez das tratativas referentes à usina, o presidente da associação, Gilberto Minozzo, considera a iniciativa como uma solução para um problema dos produtores da região. “Esse projeto vem para ajudar muito os produtores utilizando os dejetos, visto a dificuldade que temos para nos desfazer desse material que não traz lucro. Com a usina além de darmos um destino para os dejetos poderemos ter também uma contrapartida que é a energia a ser produzida” destacou Gilberto.

A expectativa da prefeitura e dos demais parceiros do projeto é efetivar a escolha do local de operação da usina até o final deste semestre. Para o segundo semestre está programada o início do processo licitatório, que contratará a empresa responsável pela execução das obras. A Usina de Biodigestor terá um investimento de aproximadamente R$ 14 milhões com contrapartida da prefeitura do município e da Itaipu Binacional.