RIO – Após vencer a Nigéria por 86 a 69, a seleção brasileira de basquete depende de uma vitória da Argentina sobre a Espanha, nesta segunda-feira, às 19h, na Arena Carioca. Caso o time de Scola e Ginóbili vença, o Brasil passará para as quartas de final do torneio olímpico e enfrentará os Estados Unidos no mata-mata. O ala Leandrinho disse que terá que vencer um problema para acompanhar a partida: a falta de televisões na Vila dos Atletas. Basquete – 15.05

? Vou ter que assistir no computador. Não tem televisão lá ? lamentou Leandrinho, rindo da situação.

Antes, o ala falou sobre a ansiedade com o resultado do jogo que definirá o futuro da equipe brasileira.

? A qualificação vem em algumas horas e serão as horas mais difíceis para nós. Ainda tem esperança. Vai ser um jogo duro para os dois times e temos chance ? afirmou.

APP RIO OLÍMPICO: Baixe grátis o aplicativo e conheça um Rio que você nunca viu

Estrela do time brasileiro, Nenê não escondeu sua torcida.

? Vamos torcer para a Argentina. Esperar que eles joguem para saber se temos chances ? disse Nenê, que foi perguntado se é estranho depender de um arquirrival. ? É estranho, mas eles fizeram o trabalho deles, nós não. Nós tivemos erros. Não há vergonha, nós jogamos num grupo duro contra as melhores seleções do mundo e fizemos bem.

Basquete: Brasil 86 x 69 Nigéria

Já o ala-pivô Guilherme Giovanonni afirmou que não vai assistir ao jogo.

? Eu não vou assistir ao jogo. Não podemos fazer nada ? revelou o jogador, curioso para ver como será a reação da torcida. – Não sei como as pessoas vão fazer. Não sei se vão apoiar, se vão torcer. Mas a Argentina precisa ir para a vitória para não ficar em quarto (no grupo).