Testemunha falta e júri é transferido

O réu está preso

 O júri de Douglas Lopes da Silva, o Dodo, acusado de matar Rodrigo Zelinski, em julho de 2016 no Bairro Brasmadeira, em Cascavel, marcado para ontem, foi transferido para 1º agosto, devido à ausência de uma testemunha da defesa e da acusação.

A acusação é de homicídio qualificado, com a qualificadora de crime praticado por meio que dificultou a defesa da vítima, já que o réu teria chegado à casa da vítima, chamado-o até o portão e atirado diversas vezes contra ele. O réu está preso.



Fale com a Redação

1 × três =