A chegada de nova frente fria ao Paraná faz com que a Sanepar alerte a população para que proteja seus hidrômetros. As temperaturas muito baixas, geada e a possibilidade de neve para algumas cidades do Paraná podem fazer com que a água congele no hidrômetro e/ou nas tubulações expostas da ligação de água, trazendo transtornos para as pessoas. Para o fim desta semana estão previstas temperaturas próximas ou abaixo de zero, principalmente, para cidades do Centro-Oeste, do Sudoeste e Sul do Estado.

Para não correr o risco de ficar sem o fornecimento de água, mesmo que temporariamente, a Sanepar orienta aos clientes para que protejam o cavalete, o hidrômetro ou a tubulação exposta. O procedimento é simples. Basta colocar uma caixa de papelão, de madeira ou de plástico e até mesmo panos sobre o cavalete, de forma a impedir que o gelo se acumule e congele a água dentro do equipamento de medição ou dos canos de água. Outra medida eficaz é fechar o registro de entrada de água à noite. Essa ação também evita o congelamento da água dentro do equipamento e da tubulação acima da terra.

O coordenador de Medidores de Vazão, Joel Bley Raitani, da Gerência de Desenvolvimento Operacional da Sanepar, explica que a água congelada expande e pressiona o equipamento, facilitando a ruptura. “É preciso cuidado nos dias mais frios porque os hidrômetros possuem peças sensíveis que são danificadas facilmente com o congelamento, obrigando a Sanepar a trocar o equipamento no imóvel do cliente”, alerta. O coordenador lembra que as cidades com maiores riscos são Palmas, na região Sudoeste, e General Carneiro, mais ao Sul do Estado, onde historicamente foram registradas mais dessas ocorrências ao longo dos anos.

Os institutos de meteorologia preveem frio intenso, geadas e até a possibilidade de neve em cidades das regiões mais frias. As temperaturas negativas podem atingir, além de Palmas e General Carneiro, os municípios de Clevelândia, Bituruna, Cruz Machado, Reserva do Iguaçu e Flor da Serra do Sul. Para Cascavel, Laranjeiras do Sul e União da Vitória a meteorologia aponta zero grau. Em outras cidades nas regiões de Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Umuarama, Cascavel e Ponta Grossa há previsão de muita geada, principalmente, de sábado para domingo.