Curitiba- O Brasil vai comandando o cenário das competições interclubes no continente.

Depois de Flamengo e Palmeiras garantirem a segunda final brasileira consecutiva na Taça Libertadores de América, agora foi a vez de Athletico e Bragantino avançarem para a final da Copa Sul-Americana.

O time paranaense, campeão da competição em 2018, assegurou a classificação com mais uma vitória sobre o Peñarol, por 2 a 0, atuando em Curitiba. O Bragantino avançou com vitória sobre o Libertad, por 3 a 1, assegurando a marca de cinco vitórias consecutivas fora de casa no campeonato.

A final é disputada em jogo único, no estádio Centenário, em Montevidéu, no dia 20 de novembro. Em caso de empate, tem prorrogação de 30 minutos e, persistindo a igualdade, o título será decidido na disputa de pênaltis. O campeão da competição garante vaga na Libertadores e na Recopa Sul-Americana.