Siderúrgica recebe usina solar por meio de programa da Copel

O projeto recebeu R$ 2,2 milhões para a instalação de painéis solares

O projeto de implantação de placas solares fotovoltaicas na siderúrgica Central de Serviço do Aço (ACSO), no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, está em fase de finalização. A usina solar faz parte do Programa de Eficiência Energética da Copel, que destina parte de sua receita operacional líquida anual em melhorias de instalações e gestão energética.

Quando usar máscara de pano

A siderúrgica foi uma das empresas selecionadas na Chamada Pública 001/2018 da Copel, aberta a propostas de eficiência energética nas áreas industrial, residencial (condomínios), comércio e serviços, poder público, iluminação pública e rural.

A unidade fabril da ACSO, que atua como uma central de serviços integrados para aços planos e longos, está instalada em uma área de 13 mil metros quadrados, com capacidade para processar 130 mil toneladas de aço por ano. A planta recebeu 1.216 painéis fotovoltaicos que terão capacidade de geração de 330 kilowatts-pico (kWp), unidade de potência energética associada a células fotovoltaicas.

O projeto recebeu R$ 2,2 milhões para a instalação de painéis solares e também para a troca de 214 pontos de iluminação antigos por modelos novos e eficientes.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

dezessete + 10 =