Sérgio Sette testa carro da F-Indy

Cabe lembrar que esse autódromo é o mesmo que recebe a etapa norte-americana do Mundial de F-1.

Distante das pistas desde o primeiro fim de semana de dezembro, quando encerrou com vitória a temporada 2019 do Mundial de F-2, o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara (YOUSE/Gasmig) foi convidado pela equipe inglesa Carlin para conhecer seu carro da F-Indy.

Único brasileiro da atualidade a contar com a Super-Licença para a F-1, Sérgio recebeu o convite diretamente de Trevor Carlin, que o inscreveu no teste coletivo da categoria. As atividades de pista irão acontecer hoje e amanhã no Circuito das Américas, em Austin, nos Estados Unidos. Cabe lembrar que esse autódromo é o mesmo que recebe a etapa norte-americana do Mundial de F-1.

Ainda sem ter anunciado em qual categoria ou mesmo equipe irá competir na temporada 2020, Sérgio tem tido um longo trabalho de bastidores nas últimas semanas. Fora isso, sua preparação física em simuladores segue em ritmo acelerado com foco em se manter 100% preparado para as competições.

A F-Indy, principal categoria de monopostos das Américas, a exemplo da F-1, vem se modernizando e buscando mais segurança. Assim, nos testes desta semana, todos os carros utilizarão o Aeroscreen – dispositivo de segurança do cockpit instalado na parte frontal.

Estão programados para participar dos testes 26 pilotos, dentre os quais conhecidos nomes da categoria, como Josef Newgarden, Simon Pagenaud, Will Power, Scott Dixon e outros. Da turma de estreantes que estarão na pista, além de Sette Câmara, merecem destaque Scott McLaughlin, Oliver Askew, Felipe Nasr, Rinus VeeKay, Alex Palou e Dalton Kellett.

“Estou muito feliz em voltar a acelerar em uma categoria veloz, do mais alto nível. Fiquei honrado com o convite da Carlin uma vez que, em minha carreira, já tive a oportunidade de competir com eles na F-3 (Macau) e uma temporada inteira na F-2. Eles são extremamente competentes e tenho certeza de que poderão me oferecer um carro diferenciado para o meu primeiro contato com a F-Indy. Estou ansioso para voltar à pista, ainda mais pilotando um carro completamente diferente de tudo o que já guiei”, comentou animado o mineiro de 21 anos.



Fale com a Redação

1 × um =