Vilson Bassos e a esposa têm hoje uma vida dedicada aos filhos, de 13 e de 10 anos, ambos com deficiência que afeta o sistema motor. A doença foi detectada, em ambos os casos, ainda durante a gestação, nos ultrassons de rotina. A partir daí a vida do casal se transformou. “Eles nos ensinam todos os dias”, afirma o pai dedicado.

Eles levaram os meninos ontem à noite à Missa de Ação de Graças, na Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Cascavel, que marca o início da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que tem atividades de 21 a 28 de agosto.

Assim como o caso da família Bassos, há no Paraná hoje pelo menos 42 mil pessoas com deficiência intelectual e/ou múltipla. Os pais garantem: há muito o que ser comemorado, mas há muito a ser conquistado, sobretudo mais espaço, respeito e políticas públicas.

Com foco central na família e pessoa com deficiência, protagonistas na implementação das políticas públicas, o objetivo é chamar a atenção da sociedade para a importância da inclusão da pessoa com deficiência e celebrar as conquistas.

As ações em Cascavel são coordenadas pela Apae e, segundo a coordenadora pedagógica da Associação, Fátima Eckstein, são atendidas hoje cerca de 460 pessoas na instituição.

Um dos destaques de ontem na celebração religiosa foi a apresentação do coral, realizada no fim da celebração.

Programação

Dando sequência à programação, Fátima Eckstein lembra que hoje (20) os alunos autistas participam de atividades recreativas na Apae das 8h às 14h. Na terça-feira os alunos, acompanhados pelos pais, vão desfrutar de bons momentos na sessão de cinema no West Side, bem cedinho, às 8h. Nesse mesmo dia, às 14h, o Expresso Brincalhão pede passagem para entrar no mundo das histórias infantis e garantir diversão na Apae.

Somado a isso, alunos autistas participam de atividades recreativas no Martinelli Eventos. No dia 22, a programação terá palestra aos pais sobre o tema da semana e às 9h30, na Apae, batizado e troca de cordas dos alunos capoeiristas, sob a coordenação do professor Orli Santos Rosa, o mestre Ciência. A sessão de cinema volta a partir das 14h, no West Side.

No dia 23, show de mágica e mateada, palestra e passeio com alunos autistas no Parque Vitória. No dia 24, outro grande evento da programação, o Calçadão Apaexonado, na Travessa Padre Champagnat, oportunidade ímpar para a Apae mostrar para a comunidade o trabalho lá desenvolvido.

E, nos dias 27 e 28, a programação reserva a visitação da Apae para a população, atividades com alunos autistas e apresentação do Coral APAEncanta em supermercados da cidade. “Além de todas estas atividades, estamos de portas abertas o ano todo para quem quiser nos conhecer”, reforça a coordenadora.