O Sebrae/PR e a Fomento Paraná formalizaram, nessa quinta-feira (15), uma parceria para a utilização do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), que vai facilitar o acesso à crédito para microempreendedores individuais (MEI) e microempresas paranaenses.

O fundo, criado no ano passado, é uma alternativa ao uso de avalista e representará uma garantia aos empreendedores nas operações de microcrédito contratadas pela instituição, uma das principais dificuldades para a concessão de recursos.

O Fampe será usado para garantir até 80% do valor contratado em empréstimos e financiamentos de até R$ 20 mil para microempresas, e até R$ 12,5 mil para MEIs, considerando também o tempo de atividade do negócio, e mediante análise prévia de crédito da Fomento Paraná. Poderão se cadastrar apenas aqueles com CNPJ e faturamento de até R$360 mil ao ano.

A Fomento estima que mais de 4,5 mil negócios poderão ser beneficiados e que até R$ 48 milhões em operações de microcrédito poderão ser contratados.

“O Fampe é uma ótima alternativa aos donos de micro e pequenos negócios que precisam honrar com o pagamento de salários, de fornecedores, equilibrar o fluxo de caixa de suas empresas e para quem busca investir e ampliar seus negócios. Além de oferecer a garantia que representa um entrave para muitos empreendedores, também fornece uma taxa de juros baixa e com maior prazo para os pagamentos”, explica o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR, Fernando Moraes.

Além da concessão de aval, os empreendedores que utilizarem o Fampe receberão a orientação, acompanhamento e consultorias do Sebrae/PR no pré e pós-crédito por meio do Programa de Crédito Assistido. O objetivo é possibilitar que os recursos oferecidos contribuam para uma gestão equilibrada da empresa, visando melhorar o fluxo de caixa e evitando a inadimplência. Além desse trabalho, o empreendedor tem a sua disposição cursos e capacitações sobre crédito, orientações financeiras, cartilhas, ferramentas e uma comunidade online para o recebimento semanal de informações.

A parceria foi formalizada em cerimônia realizada nesta quinta-feira, em evento transmitido ao vivo pelo YouTube, e contou com a assinatura do primeiro contrato de microcrédito com o uso do Fampe, para a empreendedora Rosangela Gomes da Silva, que possui uma floricultura em Curitiba e pretende utilizar o montante para a expansão de sua loja e serviços.

A empresária Rosangela Gomes da Silva foi a primeira a assinar o contrato com o uso do aval do Fampe. Crédito: Inove Foto

O diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves, ressalta que o Fampe representará uma nova opção de concessão de crédito em todas as regiões do Paraná.

“Vínhamos percebendo especialmente nas pequenas cidades, que estava chegando ao limite de opções de aval. Em algumas regiões existe até uma resistência cultural, que agora esperamos vencer a partir da implantação do Fampe. É uma alternativa de garantia que vai contribuir com os projetos de milhares de empreendedores e suas famílias”, explica.

A contratação do Fampe é opcional e tem um custo para o empreendedor, que varia de acordo com o prazo da operação. Na Fomento Paraná esse valor será descontado do crédito liberado, no ato da liberação. A opção do aval de terceiros, que não tem custos diretos ao tomador, continuará disponível na instituição.

A disponibilização do Fampe como opção para o microcrédito poderá ser feita a partir desta quinta-feira, dia 15, presencialmente nas Salas do Empreendedor, Prefeituras e agentes de crédito da Fomento Paraná ou virtualmente, por meio do site http://www.fomento.pr.gov.br/.