Cascavel – Cada quilômetro da malha viária estadual da região oeste coberto pela Superintendência Regional do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) de Cascavel, a chamada Regional Oeste, vai contar com uma verba de quase R$ 40 mil para a conservação das chamadas faixas de domínio destes trechos.

Ao todo serão, na área da superintendência, 2,4 mil quilômetros com recursos do governo na ordem de R$ 96 milhões divididos em melhorias a serem licitadas em oito lotes.

Esta verba será para os cuidados das chamadas faixas de domínio pelos próximos três anos e, segundo a Seil (Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística), os recursos serão usados de acordo com a demanda, contemplando não apenas áreas pavimentadas, mas todas as de responsabilidade do Estado.

Para isso, o DER lançou na semana passada os primeiros editais para realização dos serviços de conservação das faixas de domínio. Em todo o estado serão 12 mil quilômetros de malha rodoviária a serem contemplados nestes serviços e o valor total disponível é de R$ 477,1 milhões, para os próximos três anos.

A proposta integra o Perc (Programa Estadual de Recuperação e Pavimentação de Estradas). Serão contemplados os serviços de roçada de vegetação, remoção de lixo e resíduos, limpeza de valetas e bueiros, limpeza e pintura de meios-fios, pontes e pontos de ônibus e reparos das placas de sinalização.

As atividades são fundamentais para manter a drenagem da pista. "Isso evita danos ao pavimento, além de contribuir com a segurança de motoristas e pedestres, proporcionando maior visibilidade nas estradas”, disse o engenheiro civil da Coordenadoria de Gerenciamento da Malha Rodoviária do DER-PR, Rafael Rodrigues Teixeira.

A abertura das propostas ocorre no próximo mês e todo o processo burocrático das licitações deve levar até 120 dias, período que deve ocorrer a assinatura da ordem de serviço e início dos reparos com trabalhos ininterruptos. Este programa existe desde 2011 e, segundo o Estado, já destinou R$ 2,1 bilhões nestes serviços.

 

Outras licitações

O DER-PR investirá mais R$ 2,7 bilhões nas licitações do Perc cujos serviços serão feitos no triênio 2018-2020 em todas as rodovias paranaenses. Estes valores abrangem, além da conservação da faixa de domínio, os subprogramas COP (Conservação de Pavimento) e Cremep (Conservação e Recuperação Descontínua com Melhoria do Estado do Pavimento), cujas licitações estão em fase de homologação. Não há definição de quanto deste recurso deverá ser destinado à Regional Oeste.