Um projeto de lei pode mudar a segurança de quem mora na região norte de Cascavel. Está em discussão na Câmara de Vereadores a criação de uma nova sede para o Batalhão de Choque da Polícia Militar em um terreno anexo ao Câmpus do IFPR (Instituto Federal do Paraná), no Jardim Floresta.

O projeto do vereador Celso Dal Molin (PR), com Josias de Souza (PTC) e Sidnei Mazutti (PSC), pretende descentralizar o Batalhão de Choque do 6º BPM, que fica no Centro.

O assunto foi discutido nessa terça-feira (29) e recebeu apoio do Comando da PM.

Segundo o coronel Rubens Garcez, comandante do 6º BPM, a descentralização atenderá a demanda por mais segurança daquela região e faz com que a Polícia Militar cumpra melhor seu papel. “Cascavel, com esse projeto, vai se tornar referência para todo o Paraná, uma vez que municípios com o mesmo tamanho – e até maiores – têm a mesma dificuldade de cobertura”, destacou o coronel.

A direção do IFPR em Cascavel tem se esforçado para tirar a ideia do papel. “Temos um compromisso com a educação, mas também em atender às principais necessidades da comunidade onde estamos instalados”, afirmou o diretor-geral do IFPR em Cascavel, professor Luiz Carlos Eckstein.

Segundo ele, toda a documentação do terreno está pronta, restando apenas o aval da União. O terreno que será doado para a instalação da estrutura é área pública federal e, por isso, será preciso fazer a transferência de posse para o Estado, ou se buscar verbas federais para que se cumpram as exigências legais.

Também participaram da reunião líderes da zona norte, como o representante da Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel) Núcleo Norte, José Mauri Guarasquin. Segundo ele, a presença de trânsito de viaturas e soldados da Polícia Militar na região trará resultados significativos quanto à diminuição dos índices de violência.

Dal Molin disse que o grupo tem novas reuniões agendadas e contatos serão feitos nos próximos dias com deputados estaduais e federais que representam a região para que recursos sejam destinados ao projeto e o trâmite de liberação da área seja rápido.