Foz do Iguaçu – As apreensões de mercadorias e veículos realizadas nos seis primeiros meses de 2015 pela Delegacia da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu somaram 49,3 milhões de dólares – aproximadamente R$ 155 milhões -, valor é 21% menor que o registrado no primeiro semestre do ano anterior, quando as apreensões foram de 62,1 milhões de dólares.

Com relação à composição das apreensões, os cigarros, os eletrônicos e os veículos representaram, juntos, 80% do total das apreensões registradas neste primeiro semestre. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, os veículos tiveram uma redução das apreensões na ordem de 41%, os eletrônicos tiveram uma redução de 13% e o cigarro teve redução de 15% no período.

Com relação ao cigarro, que representa sozinho mais de 50% do total de apreensões, foram apreendidos 16,6 milhões de maços no primeiro semestre de 2015, contra 21,6 milhões no mesmo período de 2014, que representa uma redução de 23% em quantidade.

De janeiro a junho de 2015 foram realizadas 579 operações de repressão aos ilícitos aduaneiros por parte da Receita Federal de Foz. Grande parte desses trabalhos foi realizada de forma conjunta com órgãos parceiros que atuam no combate aos crimes de contratando e descaminho e tráfico de drogas e armas.

O início da Ação Escudo no dia 24 de abril, com barreira de fiscalização permanente e ininterrupta, na praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu, foi um fator determinante para a redução das apreensões, pois o aumento da presença fiscal e da percepção de risco desencoraja a prática de atos ilícitos. Além disso, fatores econômicos, como a alta do dólar, também contribuíram para diminuição da atratividade de compra de produtos importados.

(Com informações de assessoria)