Reajuste do pedágio deve ocorrer só na quarta-feira

Cascavel – Em nota oficial enviada na tarde de ontem pelo DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), o órgão informa que, apesar de a data fixada em aditivos contratuais para o reajuste anual do pedágio ser 1º de dezembro, como o índice de reajuste é baseado em uma fórmula paramétrica composta por índices setoriais divulgados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e que neste ano eles só foram publicados no dia 27 de novembro, as novas tarifas passarão a vigorar com alguns dias de atraso.

JK

Assim, os cálculos para o reajuste foram protocolados pelas seis concessionárias a partir da última terça-feira (27). Os contratos preveem cinco dias úteis para análise do DER e homologação da Agepar (Agência Reguladora do Paraná). Já está concluída análise técnica da Ecocataratas, da Ecovia, da Viapar e da Rodonorte para encaminhamento à Agepar.

Nesses processos, o prazo para homologação termina nesta terça-feira (4/12), indicando assim que as novas tarifas nessas concessionárias poderá ser cobrada a partir de amanhã.

O DER informou ter “detectado inconsistências nos cálculos apresentados pela Caminhos do Paraná e pela Econorte e devolveu os pedidos para ajustes.” Por essa razão, ainda não há data para reajuste nessas praças de pedágio.

Quanto à Econorte, uma decisão liminar da Vara Federal de Jacarezinho limitou o reajuste ao IPCA do período. Essa decisão não se aplica às demais.

O DER-PR ainda não informou o percentual a ser reajustado. Os novos valores devem ser publicados em jornais de circulação estadual um dia antes de entrarem em vigor. Caberá decisão da concessionária o início da aplicação das novas tarifas.

Na região oeste, são quatro praças que deverão operar com novos valores a partir desta semana: três administradas pela Ecocataratas na BR-277 – Santa Terezinha de Itaipu, Céu Azul e Cascavel – e uma na BR-369, administrada pela Viapar, em Corbélia.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação