Produtores seguem a espera de ponto de venda

Dois locais são cogitados: a estrutura da Feira do Teatro ou o pavilhão desativado do Terminal Oeste

Prevista para iniciar em julho, a reforma da Praça Wilson Joffre seguirá até novembro e nestes quatro meses a Feira do Produtor Rural de Cascavel terá que ser transferida. Eleito ontem novo presidente da Associação dos Feirantes, Roque Garlet, segue na busca de uma definição por parte da prefeitura. Dois locais são cogitados: a estrutura da Feira do Teatro ou o pavilhão desativado do Terminal Oeste. “A previsão é que na comemoração do Aniversário de Cascavel possamos retornar a Wilson Joffre. Nossa preocupação é com a queda no movimento, enquanto estivermos em outro ponto de venda, pois todos dependem exclusivamente da feira”, afirma Garlet.

Embora tenham receio dos reflexos nas vendas, os feirantes esperam que no retorno à Praça Wilson Joffre possam a contar com a cobertura para proteger os trabalhadores e também os consumidores. “Pelo que verificamos no pré-projeto haverá uma cobertura. Ela é muito importante para dar mais conforto aos consumidores. Tem muitas crianças que vão acompanhadas dos pais e também idosos”, afirma o novo presidente. Outro benefício da estrutura nova é com a proteção aos alimentos comercializados – não haverá tantas perdas com o sol em dias de feira.

A tradição tende a ser incentivada entre os moradores para garantir a renda das famílias. “Temos um potencial maior ainda para atender os cascavelenses, no entanto, precisaremos incentivar isso e fazer com que a feira seja ainda mais atrativa”. A chapa “Feira sempre em frente” vencedora na disputa com mais duas concorrentes é formada pelo presidente Roque Garlet e o vice Luiz Meyer, que ficarão dois anos no comando da feira.

Disputa

A Feira do Produtor Rural conta com 87 associados – anualmente mais de 600 pessoas buscam informações sobre a adesão e concorrer a um espaço, no entanto, as vagas são restritas e a inclusão de novos comerciantes segue o regulamento interno. Nas terças e quintas-feiras, na Praça Wilson Joffre, o atendimento é das 13h até às 21h – aos domingos, das 7h até às 12h. Aos sábados a feira é na rua em frente a prefeitura, das 7h até às 12h.

Reportagem: Josimar Bagatoli

 



Fale com a Redação

20 + 19 =