As forças de segurança do trânsito têm um novo aliado na fiscalização de veículos furtados e roubados. Nessa quarta-feira (30), a PRE (Polícia Rodoviária Estadual) de Cascavel deu início a testes com o novo sistema de identificação, que a partir de agora será feito com telefone celular, por meio de um aplicativo chamado Its Cam, que lê a placa do veículo e informa na hora se há registro de sinistro.

Vinculado à Secretaria de Segurança Pública Estadual, o aplicativo já é usado em Curitiba. Em Cascavel, a tecnologia chegou em dezembro para a Polícia Militar e para a Guarda Municipal.

Segundo a polícia, o aplicativo é eficiente e tem ajudado na recuperação de veículos e nas abordagens a carros irregulares.

De acordo com o 3º sargento Edson França, da PRE, a operação serviu para os policiais aprenderem a operar o aplicativo e deve estar 100% implantado em 30 dias. “É um sistema que vai favorecer muito o serviço policial. O mesmo aplicativo está sendo pensando para, futuramente, identificar veículos com multas… agora chegando à Polícia Rodoviária Estadual, vai permitir a identificação e a captura dos veículos irregulares também nas rodovias estaduais”.

Em teste

O sistema foi licenciado para que as forças de segurança testassem. O prazo vai até abril, quando a empresa detentora da tecnologia espera firmar convênio com o governo do Estado e então liberar o acesso a todas as corporações.

8 mil veículos a mais na cidade

A frota de Cascavel só que cresce. Apenas de carros, houve incremento de 4.988 veículos em 2018. Ao adicionar motocicletas, camionetes, motonetas e outros automotores, o aumento é de 8.193 veículos em apenas um ano. Os dados são do Detran-PR (Departamento de Trânsito do Paraná) e, apesar de o aumento ser considerado “tímido”, é significativo devido à grande frota já existente na cidade, numa média de 1,34 pessoa por carro.

De acordo com o gerente da divisão de Fiscalização de Trânsito da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), Alex Sandro Vitório, a única saída é investir em educação e restrição de tráfego. “A tendência é sempre aumentar a frota e isso pode gerar mais acidentes, então o órgão de trânsito tem trabalhado para tentar diminuir o fluxo e veículos na região central. Temos o estacionamento regulamentado e há restrição a veículos de grande porte, além de investimentos em ciclovias e transporte coletivo. Com as pessoas usando o transporte alternativo, vai desafogar o trânsito”.

Aumento da frota em Cascavel
Veículo 2017 2018
Automóvel 129.663 134.651
Motocicleta 29.896 30.586
Caminhonete 19.267 20.115
Camioneta 8.658 9.270
Motoneta 8.289 8.428
Caminhão 8.130 8.222
Semirreboque 5.122 5.188
Reboque 4.496 4.748
Caminhão trator 3.640 3.739
Utilitário 2.334 2.643
Ônibus 964 1.023
Micro-ônibus 478 515
Ciclomotor 348 349
Motor casa 54 54
Trator de rodas 54 56
Triciclo 53 52
Trator misto 18 18
Side-car 11 11
Trator de esteira 9 9
Total 221.484 229.677