Três homens foragidos da Justiça e uma mulher foram presos na madrugada dessa terça-feira em uma chácara em Agudos do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, durante ação integrada do 17º Batalhão de Polícia Militar e equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais). Denúncias auxiliaram as equipes a irem até o local e apreenderem três armas longas, entre elas um fuzil AK-47 e uma arma de calibre .50, farta munição, 16 coletes balísticos e um carro blindado preparado para ações criminosas.

Informações do Setor de Inteligência do 17º BPM apontavam que na propriedade havia grande quantidade de armas. A vistoria na casa resultou na apreensão de um fuzil AK-47, um Colt Comando de calibre 5,56, uma arma de montagem de origem americana também de calibre 5,56, além de uma arma de calibre .50 com grande poder de fogo e maior alcance que outras armas de ambiente urbano. As armas têm capacidade para derrubar aviões.

Além do armamento, foram localizadas emulsões explosivas já preparadas com espoletas, toucas balaclavas, radiocomunicadores, 16 coletes balísticos e miguelitos (artefatos de metal utilizados para furar pneus de veículos), além de materiais que podem ser usados para explosão de caixas eletrônicos e de cofres bancários.

Também chamou a atenção das equipes policiais a adaptação de uma Mitsubishi Pajero, modelo TR4, blindada, para ser utilizada em ações criminosas. “O veículo tem duas perfurações no vidro traseiro que permitem o encaixe da arma de calibre .50 para efetuar os disparos. Verificamos que o automóvel estava com as placas adulteradas e tinha sido furtado em junho deste ano em São Paulo”, disse o tenente.

Não foi divulgado se o grupo teria ligação com o resgate de presos em Piraquara.