Oposição venezuelana consegue validar assinaturas para avançar revogatório

201607271518326002_AP.jpg CARACAS ? O órgão eleitoral venezuelano declarou nesta segunda-feira que a oposição coletou com sucesso as 200 mil assinaturas necessárias ao avanço do processo revogatório contra Nicolás Maduro. Mas, apesar da validação pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE), o início da segunda fase da campanha em favor da consulta, que poderia levar à saída do presidente do poder, ainda não tem data marcada. O processo deverá passar por uma investigação judicial sobre as alegações de fraude eleitoral.

Unimed

A presidente do CNE, Tibisay Lucena, anunciou que foram validadas 407.622 assinaturas ? o dobro da quantidade exigida pelo órgão eleitoral.

? Os vinte e quatro estados cumpriram o requisito de 1% de validação de manifestações de vontade ? disse Lucena.

Agora, a coalizão opositora Mesa de Unidade Democrática (MUD) deverá recoletar as firmas de 20% do eleitorado para efetivamente ativar o referendo.

No entanto, o processo ainda continua permeado de incertezas. A chefe do CNE pediu uma investigação judicial para examinar as alegações de que houve fraude na identificação dos eleitores que assinaram em favor do referendo.


Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação