POLICIAL

Operação Égide

14 de dezembro de 2017 às 14:36
Publicidade

A Polícia Federal de Cascavel cumpriu ontem, nas cidades de Foz do Iguaçu e em Ubiratã, quatro mandados de prisão e um de busca e apreensão relacionados a Operação Égide.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, quatro pessoas foram presas na segunda fase da Operação, desencadeada no fim de novembro para desarticular uma quadrilha acusada de uma série de crimes na região, dentre elas tráfico de drogas, homicídios e latrocínios.

Na primeira fase, 11 pessoas foram presas em Foz do Iguaçu, Cascavel, Nova Aurora e Ubiratã. A quadrilha era chefiada por um preso que está detido na Pefi (Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu). Em sua cela, a polícia localizou dois aparelhos de celular onde ele comandava o tráfico de drogas na região e, segundo a PF, encomendava roubos, homicídios e um latrocínio.

Em Cascavel, dentro da PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) quatro homens foram presos acusados de integrar a quadrilha. A investigação foi desencadeada após apreensões de drogas em Cascavel e Foz do Iguaçu.

Menores

Áudios de interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal com autorização da Justiça fazem parte do inquérito e comprovam a ligação dos envolvidos. Em um deles a polícia verificou a exploração sexual de menores, em que uma mãe alicia a própria filha, de 13 anos, para programas com os traficantes.

Na primeira fase foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em Ubiratã, dois em Nova Aurora, um em Foz do Iguaçu, um em Cascavel e outro em Londrina. Foram cumpridos ainda 12 mandados de prisão preventiva e dois mandados de condução coercitiva em Ubiratã.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE