COTIDIANO

Operação Águia: GM mais perto da comunidade para maior combate à violência

02 de agosto de 2022 às 10:04
Publicidade

Cascavel – A Secretaria Municipal de Segurança Pública de Cascavel lança nesta terça-feira (2) a Operação Águia, com objetivo de aproximar os guardas municipais da comunidade. A cidade será, a partir de agora, dividida em 12 territórios e cada um terá uma equipe com um inspetor e dois guardas municipais, que passarão o dia todo na região. O objetivo é que os guardas tenham uma melhor mobilidade e conheçam a realidade local, os moradores e os líderes comunitários.

De acordo com Pedro Fernandes, secretário municipal de Segurança Pública, a operação será permanente e vai contribuir para o combate à violência. Atualmente a cidade é dividida em quatro regiões (oeste, leste, sul e norte), porém, com o lançamento da operação que começa hoje (2) haverá divisão maior e mais aproximação da guarda com as regiões. “A ideia é melhorar sensação de insegurança dos moradores. E vamos começar com uma logística, mas queremos aprimorar, inclusive com um número exclusivo de aplicativo de conversas”, explicou.

Segundo Fernandes, a operação está sendo possível porque a GM (Guarda Municipal) teve aumento no número de agentes e de viaturas. Atualmente, a GM conta com 16 viaturas, mas está em processo de locar mais 6; 2 chegam nos próximos dias e as outras 4 em até 60 dias. Este é um novo modelo de terceirização de serviços que está sendo implantado, já que segundo o secretário, é uma forma de manter os serviços quando uma viatura tem problemas mecânicos ou tem alguma outra intercorrência, sem precisar parar com os serviços.

Do total, 12 estarão nos territórios e as outras atendendo as ocorrências acionadas pelo 153. “Com a locação temos a reposição imediata e é também uma maneira de não interromper os serviços; do serviço não parar”, reforçou.

Sobre o efetivo, o secretário disse que no começo do ano eram 94 guardas e com a formatura, que ocorreu em julho, foram incorporados ao grupo mais 67 guardas, totalizando 161 agentes. Um novo “problema”, segundo Fernandes, é que a partir desta terça-feira (2), a GM terá pelo menos 14 baixas, que são guardas que passaram em concurso público da Polícia Militar e que começam a frequentar a escola da PM. Para repor esses servidores, o secretário explicou que já está sendo elaborado um novo concurso para abrir pelo menos mais 50 vagas, já que do último concurso foram chamados todos candidatos aprovados.

De acordo com Pedro Fernandes, a ideia é reativar alguns postos que estão em desuso, como nos bairros Cascavel Velho e Floresta, que tem a estrutura, mas que estão deterioradas. Um projeto já está sendo feito para reformar os locais que serão utilizados pelos ao guardas municipais.

24 HORAS

Um ponto que acaba sendo uma extensão da Guarda Municipal é a base da Praça Wilson Joffre, que conta com guarda municipal 24 horas por dia. A estrutura se soma a Central de Monitoramento que funciona na sede da Guarda Municipal, que utiliza câmeras em todas as regiões da cidade. É nessa central que, futuramente, também vai funcionar a base da Operação Muralha, com objetivo de ampliar a segurança da cidade. Os novos radares de trânsito que já estão sendo instalados em Cascavel já têm a possibilidade tecnológica de acoplar uma câmera e, além disso, outras tecnologias estão sendo pensadas, inclusive a colocação de equipamentos para “reconhecimento facial”.

A Guarda Municipal também conta ainda com um micro-ônibus equipado e que é usado principalmente em eventos e locais de aglomeração, além de operações especiais. “Essa é uma estrutura bastante grande que temos o maior cuidado para transportar devido à complexidade dentro dela, mas que tem muita importância”, reforçou.

O secretário completou que todas as ações da RM são uma forma de dar resposta a sociedade na busca de coibir ainda mais a onda de crimes que aumentou há alguns meses, em diversas frentes, se aliando ainda a Operação Acolhimento em que a Guarda Municipal também é parceira, que encaminha os moradores em situação de rua para o atendimento da equipe de Assistência Social.

Foto: Secom

+++

PM prepara novos policiais

Também na manhã desta terça-feira (2), no pátio do 6º Batalhão de Polícia Militar, inicia o Curso de Formação de Praças da 3ª Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças da PM. A estimativa é que cerca de 220 Soldados se apresentem para o início do curso que terá uma duração de 11 meses.

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE