2016 922450871-201607091841464855_RTS.jpg_20160709.jpg

MADRID ? Barack Obama chegou neste sábado à Espanha, a primeira visita de um presidente americano em 15 anos, para uma intensa agenda reduzida após a tragédia em Dallas.

O avião presidencial aterrissou na base militar de Torrejón de Ardoz, perto de Madri, poucos minutos antes das 23h (18h, horário de Brasília), procedente de Varsóvia. Na Polônia, o presidente participou da cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Obama foi recebido pelo rei Filipe VI, que convidou o presidente americano pessoalmente durante uma viagem oficial a Washington em 2015.

Obama na Espanha

O governo espanhol anunciou este sábado que a agenda de Obama, inicialmente de dois dias, ficaria menor depois do tiroteio e da morte de cinco policiais em Dallas.

Em setembro de 2015, o presidente americano disse que queria uma relação com uma Espanha ?forte e unida?. Menos de um ano depois, Obama chega a um país paralisado pela tensão política, que já levou a população às urnas duas vezes em seis meses.

O presidente do governo Mariano Rajoy receberá Obama no Palácio da Moncloa, em Madri, na manhã de domingo. O mandatário americano também se reunirá com Filipe VI e está previsto um encontro com os líderes da oposição.

No domingo à tarde, Obama será o primeiro presidente americano a visitar a base naval de Rota, um dos dois territórios na Andaluzia, assim como a de Morón, onde Washington mantém pessoal militar na Espanha.

Embora seja a primeira viagem à Espanha em seu governo, Obama já esteve no país em 1988, aos 26 anos, como mochileiro. Fez escala em Madri e Barcelona durante uma viagem pela Europa antes de ir ao Quênia conhecer a cidade de seu pai, como ele conta em suas memórias ?Dreams of my father? (?Sonhos do meu pai?, em português).